Carille analisa queda do Timão: falta de ousadia, expulsão e empate na ida

Após o empate sem gols com o Racing (ARG) e a consequente eliminação do Corinthians da Copa Sul-Americana, o técnico Fábio Carille apontou os fatores que causaram a queda do Timão nas oitavas de final. O treinador ainda lamentou o empate por 1 a 1 no duelo de ida, em Itaquera, e disse que faltou "ousadia" à equipe nesta quarta-feira, no El Cilindro, em Avellaneda. Ele também lembrou da expulsão de Rodriguinho, aos 19 minutos do segundo tempo.

- Tivemos oportunidade de matar em casa e não matamos, ou de vir aqui com 1 a 0. Eles não buscaram o gol, o Cássio não trabalhou. Teve a expulsão do Rodriguinho, que encostaria mais ali com Jô, a busca era por isso, mas não deu tempo - analisou Carille, que desconversou ao ser questionado se a expulsão foi justa.

- Não sei, não vi a imagem. Faltou ser mais agressivo, mas enfrentamos um time bem armado, forte e que jogou pelo resultado - disse.

A postura do Racing surpreendeu Carille, que esperava um adversário mais agressivo por jogar em casa. A equipe argentina, porém, controlou a partida e pouco levou perigo ao Corinthians.

- Surpreendeu, sim. Mas me deixou satisfeito que conseguimos rodar. No terço final faltou mais ousadia. No segundo tempo melhoramos um pouquinho, e a entrada do Rodriguinho era para ter uma presença de área maior - afirmou Carille.

Com a eliminação na Sul-Americana, o Corinthians agora tem foco total no Brasileirão. O Timão é o líder do campeonato nacional, com 53 pontos, dez a mais que o Grêmio, segundo colocado.

O Corinthians volta da Argentina nesta quinta-feira. O próximo compromisso será no domingo, às 11h, no clássico contra o São Paulo, no Morumbi, pela 25ª rodada do Brasileirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos