Momento ruim faz São Paulo brecar negociações com Renan e Jucilei

A fase delicada do São Paulo, que ocupa a zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, atrapalha o planejamento para a temporada 2018. Ainda não houve nenhuma conversa neste sentido e situações que começaram a ser discutidas este ano voltaram à estaca zero. Exemplos são a renovação de contrato do goleiro Renan Ribeiro e a possível contratação do volante Jucilei. As conversas estão paralisadas e correm risco de não vingarem.

A contratação em definitivo de Jucilei, emprestado pelo Shandong Luneng (CHI) até o fim do ano, era uma das prioridades da diretoria do São Paulo. No dia 7 de julho, a diretoria se reuniu com Nick Arcuri, agente do atleta, para iniciar o plano de aquisição. No entanto, a equipe não conseguiu mais se recuperar no Brasileiro e não houve mais encontros. A situação é complicada porque os chineses são difíceis de dobrar e os representantes do volante sabem que o São Paulo não voltará a tratar do assunto enquanto o time não definir seu futuro no Brasileiro. Em caso de queda, são consideradas improváveis as chances de permanência.

Ao mesmo tempo, o volante teve uma queda de produção, com relação ao seu melhor rendimento, que gerou empolgação na torcida e fez a diretoria procurar os empresários para negociar. Contra o Cruzeiro, no dia 13 de agosto, Jucilei chegou a ir para o banco de reservas por iniciativa do técnico Dorival Júnior. Contra o Vitória, no último domingo, ele cumpriu suspensão e está livra para voltar contra o Corinthians no próximo domingo no Morumbi. A escalação não está confirmada.

Já Renan Ribeiro tem situação ainda mais complicada. O goleiro tem contrato até maio próximo, portanto pode assinar um pré-contrato com outra equipe em dezembro. Seus empresários tiveram duas conversas com a diretoria, nas quais cada um fez uma oferta, mas as tratativas foram totalmente paralisadas. Além disso, depois do mesmo jogo contra o Cruzeiro, o goleiro foi barrado pelo técnico Dorival Júnior, que optou pela entrada de Sidão, titular desde então.

Renan e Jucilei já se pronunciaram dizendo que gostariam de permanecer no São Paulo, mas o futuro de ambos está indefinido. O goleiro ainda está fora de combate, tratando uma tendinite no joelho direito. Ele sabe que não tem a preferência do técnico Dorival Júnior, que decidiu por sacá-lo em meio à competição e quando tinha sua melhor sequência pelo clube, atuando nos primeiros 20 jogos do Campeonato Brasileiro. Já Jucilei ainda tem mais dois anos de contrato na China.

Além da dupla o São Paulo tem outros jogadores com contratos que acabam no fim do ano: Denis, Lugano, Edimar, Wellington Nem, Marcinho, Morato, Denilson e Gilberto. No caso desses, no entanto, ainda não houve nenhuma conversa para tratar do assunto. Denis, Lugano, Edimar, Wellington Nem e Denilson dificilmente permanecerão. O empresário de Gilberto já disse que ele sairá, enquanto Marcinho e Morato terão as situações analisadas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos