Carille põe clássico entre piores jogos do Corinthians, mas valoriza atitude

Fábio Carille posicionou o empate em 1 a 1 entre Corinthians e São Paulo, neste domingo, entre os piores jogos de sua equipe neste Campeonato Brasileiro, comparado à derrota diante do Vitória que encerrou a sequência histórica de invencibilidade da equipe em agosto. Apesar do desempenho abaixo do esperado, o comandante elogiou a disposição dos jogadores para igualarem o placar no segundo tempo com um termo: "atitude".

- Comemoramos bastante esse resultado. Saio com o sentimento de que poderíamos ter jogado melhor, por isso comemoro. Parabenizei todos pela entrega e pelo resultado. Hoje fiz algo que não tinha treinado, não gosto de fazer por não ter trabalhado, que foi o Romero por dentro. É um aprendizado para mim também, cada dia aprendendo mais. A gente voltou a ter muitos erros de passe, primeiro tempo foi demais, passivo, São Paulo ganhou moral e isso me incomodou bastante, eles jogaram no nosso campo. No segundo tempo continuamos errando, mas nossa atitude foi diferente, brigamos pela bola - festeja Carille, que ainda foi questionado sobre as reclamações são-paulinas sobre arbitragem.

- Teve algum lance polêmico? Reclamaram de uma mão? Camacho toma uma falta do Pratto, toca na bola primeiro e tomamos o contra-ataque que termina em uma defesa do Cássio. Reclamaram muito, mas pelo que vi na imagem o Rodriguinho passa por trás, não deixa a bola sair e faz o lançamento. É o sentimento, respeitamos, temos que entender. Vocês adoram pegar jogador pós-partida e muitas vezes não é momento de falar.

O Corinthians chegou a 54 pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro a 13 jogos do fim da competição. Ao fim da 25ª rodada, a vantagem na liderança fica no mínimo em oito pontos - até dez, dependendo do jogo do Grêmio. Para os próximos compromissos, a ideia é não repetir o desempenho do clássico deste domingo.

- Nos últimos jogos tem dois que poderíamos ter sido mais, Vitória e hoje, é minha concepção, de brigar mais, não deixar o adversário pensar tanto. No gol do Petros cercou e não definiu. Isso é morosidade, passividade. Mas o trabalho é para corrigir.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos