Conheça a história de Lucas Santos da Silva, o 'Robinho' do Vasco

  • Carlos Gregório Jr/Vasco da Gama

Uma coisa que não é novidade é a de que as categorias de base do Vasco são celeiros de craques. Uma das promessas recentes, Lucas Santos da Silva, mais conhecido como Robinho, hoje no sub-20, vem se destacando aos olhos dos que acompanham os juniores e em breve a tendência é subir ao profissional. O LANCE!, hoje, apresenta a história do jogador para o futuro.

O Robinho do Vasco ganhou este apelido justamente por semelhanças com Robinho, que nasceu no Santos e hoje defende as cores do Atlético-MG. O jogador vascaíno tem o xará como ídolo em suas características na busca pelas vitórias na carreira. Em entrevista exclusiva ao LANCE!, ele lembrou o início.

"Quem me chamou de Robinho pela primeira vez foi o pai de um jogador que jogava comigo na base aqui do Vasco. Ele disse que eu era parecido com o Robinho, na época que ainda jogava pelo Santos. Eu pedalava e ia pra cima, por isso ele me chamou assim. Aí pegou e é assim até hoje. Gosto do apelido, acho legal", afirmou, animado.

Aos 18 anos, Robinho chegou ao Vasco no ano de 2004, quando ainda tinha apenas cinco anos, participando da categoria chupetinha (sub-7). No futsal se destacou rapidamente e foi crescendo desde então na caminhada por São Januário. Com a camisa cruz-maltina conquistou títulos em todas as categorias que acabou disputando.

Neste ano, Robinho já participou de algumas atividades com os companheiros de profissional. Com uma vida inteira no Vasco, ele segue os trabalhos diários para continuar ajudando a equipe em seus objetivos enquanto ainda estiver no sub-20, mas de olho no time adulto, agarrando as oportunidades. Talento já provou ter, traçando uma carreira de sucesso para felicidade de toda a fuzarca.

BATE-BOLA COM ROBINHO

'Sou muito feliz aqui. Conquistei inúmeros títulos durante a base'

Como está a sua felicidade após mais de dez anos no Vasco? E qual foi a conquista mais marcante?

Sou muito feliz aqui. Conquistei inúmeros títulos, entre eles alguns campeonatos cariocas. Para mim, o mais marcante foi o estadual do ano de 2012. Na época eu jogava no time sub-13 do Vasco e na final nós enfrentamos o Flamengo. Vencemos por 2 a 1 e eu acabei marcando o gol da vitória. Momento único e inesquecível pra mim.

Como foi seu início? Chegou aos cinco anos no Vasco?

Minha história aqui no Vasco começou em 2004, quando fiz meu primeiro teste e tinha sim cinco anos de idade. Comecei no futsal, na categoria chupetinha e fui subindo de categoria conforme foram passando os anos. Uma época muito boa foi este início da minha história defendendo as cores históricas do Vasco da Gama.

A transição do futsal para o futebol de campo foi feita como?

Depois de alguns anos, fui para o campo. O pessoal do Vasco pediu para que eu fizesse alguns treinos no campo. Fiz os treinos e acabei ficando. Sou muito grato a todos por isso. Acredito que grande parte do que eu aprendi no futebol, foi graças ao futsal, os fundamentos, as táticas e a mentalidade de jogo.

O que o Vasco é para você? E o que espera do futuro no clube?

O Vasco é uma grande escola pra mim, eu aprendo aqui todos os dias e desde que cheguei procuro sempre evoluir. Dou ouvidos a todos que estão aqui, ouço todos os conselhos e críticas possíveis para melhorar como pessoa e como atleta, estou muito realizado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos