Rodrigo Caio cita erros do árbitro e culpa imprensa: "é corintiana"

Do UOL, em São Paulo

  • NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Rodrigo Caio fez coro ao discurso unânime no São Paulo de que o time só não venceu o Corinthians neste domingo por falhas do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, do quadro da Fifa e da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ). Mas o zagueiro foi além: culpou uma suposta preferência clubística da imprensa pelos erros que apontou do juiz.

"Muitas vezes, quando a gente joga contra o Corinthians, a arbitragem entra pressionada porque a gente vê que a imprensa toda é corintiana, vê que muitas pessoas só falam a favor do Corinthians. E tenho certeza que o árbitro entra pressionado.

O camisa 3, que deu apenas uma rápida declaração antes de deixar o Morumbi, não se conforma com as arbitragens nos jogos do time em casa. Lembrou até do pênalti marcado sobre Rildo, quando foi tocado por Bruno, na derrota por 2 a 1 para o Coritiba, em 3 de agosto.

"Aconteceu contra o Coritiba, dentro da nossa casa, quando deram um pênalti vergonhoso em cima do Rildo. Hoje, novamente, tivemos um gol legítimo, o Pratto nem se movimentou, ficou parado, o Cássio trombou nele, e o juiz deu falta. No lance do Júnior Tavares (disputa com Rodriguinho no gol do Corinthians), podemos falar que é interpretação do árbitro, tudo bem. Em outro lance, o Maycon dá um chute na mão do Petros e ele não deu cartão amarelo. Na jogada seguinte, o Lucas Fernandes assume a falta que ele nem tinha visto, e ele deu o cartão que não deu para o Maycon. São decisões que temos que rever", reclamou Rodrigo Caio.

"Quem tirou a nossa vitória não foi o Corinthians, foi a arbitragem. Não podemos aceitar isso, vem acontecendo muito. É lamentável isso, triste, porque, pela partida que fizemos, não merecíamos o empate", prosseguiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos