SP muda entrevista de Dorival para sair de polêmicas e destacar melhora

  • Marcello Zambrana/Agif/Estadão Conteúdo

O técnico Dorival Júnior quebrou o protocolo e deu entrevista coletiva nesta terça-feira no São Paulo. No geral, ele só fala após as partidas e às sextas no CT. O que aconteceu então? A mudança não foi por acaso e representa uma estratégia de comunicação do clube e do técnico para abafar as polêmicas dos últimos dias e destacar a melhora do time, visão compartilhada pela maioria no clube.

Na visão da comissão técnica, compartilhada por dirigentes, o São Paulo de Dorival melhorou consideravelmente nas últimas quatro partidas. Nessa análise, o time não merecia ter perdido para o Palmeiras na derrota por 4 a 2, merecia ter vencido Ponte Preta (2 a 2) e Corinthians (1 a 1) pelo volume de jogo apresentado. Neste cenário, logo depois do clássico repleto de lances polêmicos e reclamações contra a arbitragem, Dorival começou a ser aconselhado por sua assessoria pessoal e do clube a quebrar o protocolo e puxar o discurso para o que estava acontecendo em campo. A decisão em conjunto agradou ao técnico, que falou nesta terça.

Na maioria das declarações, o treinador enfatizou a melhora técnica do time, a mudança de comportamento dos atletas, hoje muito mais comprometidos, e que ainda há muito espaço para melhorar porque a equipe ainda está em formação. Para isso, recorreu novamente ao fato de que há jogadores que nem fizeram dez jogos pelo clube ainda, como o jovem Militão e o atacante Marcos Guilherme.

Por outro lado, procurou, ao contrário da entrevista pós-Majestoso, minimizar a atuação do trio de arbitragem, relativizando a decisão do clube de enviar um dossiê à CBF com apontamentos contra a atuação do quinteto comandado pelo árbitro Wagner do Nascimento Magalhães.

"Depois do grande jogo que tivemos, falamos muito pouco sobre a partida. Falamos muito mais de erros de arbitragem, que acho que aconteceram, mas não podemos ficar aqui debatendo esse assunto porque tínhamos árbitros de campo competentes, são erros no campeonato. Mas o mais importante é que tivemos um grande jogo. É considerarmos aspectos que aconteceram. Situações que proporcionaram o espetáculo. Desde o começo, quando o Lucas Fernandes estava para entrar em campo, e o Carille pediu que a bola fosse devolvida ao São Paulo. Isso é importante destacar", analisou Dorival, ao abrir a entrevista.

Desde que chegou ao São Paulo, o técnico disputou 13 partidas e obteve quatro vitórias, cinco empates e quatro derrotas, aproveitamento de 43,5% dos pontos. Os jogadores têm sustentado que houve melhora técnica nas últimas partidas e que a sequência positiva para sair da zona do rebaixamento está chegando. Essa visão é compartilhada pelo técnico. O Tricolor soma 28 pontos, está na 17ª colocação e sairá do Z4 caso vença o Sport no próximo domingo no Morumbi.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos