Castigado contra o Sport, Vasco vem sofrendo na hora de 'matar' os jogos

  • Clélio Tomaz/AGIF

    O técnico Zé Ricardo disse que a ansiedade acabou prejudicando a equipe

    O técnico Zé Ricardo disse que a ansiedade acabou prejudicando a equipe

O Vasco vem pecando na hora de 'matar' suas partidas durante o Brasileirão. Exceto a goleada contra o Vitória, o time só conquistou vitórias sofridas com resultados apertados, muito por errar na hora de ampliar o marcador depois de abrir o placar. No entanto, contra o Sport, na última quarta-feira, o Cruz-Maltino não teve a mesma competência em segurar como nos últimos triunfos e acabou castigado com o empate no fim, na Ilha do Retiro.

Não foi por falta de oportunidades que o Vasco não voltou com os três pontos de Recife. No segundo tempo, com o time pernambucano com um a menos e se lançando com tudo ao ataque para empatar, o Cruz-Maltino teve duas chances claras de fazer o segundo gol e liquidar a partida. Em uma, Guilherme Costa saiu cara a cara com Magrão, mas parou no goleiro. Na outra, o jovem Andrey, livre dentro da área e sem goleiro, errou ao completar chute de Mateus Vital e mandou por cima do gol.

Isso sem contar alguns contra-ataques que o time desperdiçou por falta de calma em trabalhar a jogada. O técnico Zé Ricardo disse que a ansiedade acabou prejudicando a equipe, que acabou dando a chance para o adversário chegar ao empate.

"Sem dúvida (poderíamos ter mais chances). A ansiedade de fazer o segundo gol acabou prejudicando a gente. Com isso deu ao Sport mais tempo de bola, coisa que eles precisavam. Muitas bolas na área e de jogadas de bolas paradas, e uma dessas acabou empatando a partida", comentou o treinador.

Não foi a primeira vez no campeonato em que o Vasco abre o placar e depois perde muitas chances de ampliar. Porém, na maioria das vezes conseguiu segurar a vantagem e sair com a vitória. Só em duas partidas o Cruz-Maltino saiu na frente e não ganhou: contra o Leão na última quarta e diante do Coritiba, no primeiro turno, quando abriu o placar com Thalles, levou a virada e empatou no fim com Wagner.

Em duas partidas no campeonato o Vasco conseguiu abrir 2 a 0, mas acabou levando um gol nos minutos finais e gerou preocupação. Foram nos triunfos contra o Bahia e Sport, ainda no primeiro turno, ambos por 2 a 1. Até a goleada por 4 a 1 não foi tão calma assim. Isso porque o Cruz-Maltino saiu na frente aos 13 do primeiro tempo e depois levou pressão do adversário, que empatou aos 25 do segundo. No entanto, Thalles fez 2 a 1 logo em seguida e o time, que era comandado por Milton Mendes, ampliou aos 46 e 49 da etapa final.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos