Lateral brasileiro rescinde contrato com o Atlético de Madri

  • Alberto Martín/EFE

    Giulherme Siqueira em ação pelo Atlético de Madri em 2015

    Giulherme Siqueira em ação pelo Atlético de Madri em 2015

Chegou ao fim a passagem de Guilherme Siqueira no Atlético de Madri. Na noite da última terça-feira, o lateral-esquerdo anunciou a rescisão de contrato com os Colchoneros via rede social. O brasileiro, que tinha vínculo até junho de 2018, agradeceu à torcida.

"Fãs, colegas e amigos: não resta mais nada para retornar 100%. Na semana passada, fui submetido a artroscopia com o Dr. Van Dijk e foi um sucesso, então em oito semanas eu vou travar a guerra no gramado novamente. Agora é hora de terminar um dos estágios mais especiais da minha carreira e sempre me lembrarei com carinho. Eu fico com todos os bons momentos, com amigos que me acompanharam dia a dia e uma torcida que joga como mais e sempre empurra. A cada um de vocês, obrigado por me permitir gozar do privilégio de defender a camisa do Atlético de Madri. Eu sempre terei um pedaço de vocês comigo", escreveu o defensor de 31 anos, no Instagram.

Guilherme Siqueira passou as duas últimas temporadas emprestado ao Valencia, onde atuou em 26 oportunidades. No Atlético, o atleta ítalo-brasileiro era reserva do compatriota Filipe Luis e chegou a substituí-lo quando o titular foi jogar no Chelsea. Por lá, conquistou conquistou a Supercopa da Espanha e a Copa Euro-Americana na temporada 2014/15.

Atualmente, Siqueira se recupera de uma artroscopia no tornozelo esquerdo, cujo procedimento se deu em Portugal. Na Terrinha, ele vestiu a camisa do Benfica, depois de atuar por Granada (Espanha), Lazio, Udinese, Ancona e Inter de Milão - os três últimos na Itália.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos