O tetra depende deles: entenda por que Guerrero e Diego podem ser decisivos

  • Thiago Ribeiro/AGIF

    Diego é referência na equipe do Flamengo

    Diego é referência na equipe do Flamengo

Experiência, talento diferenciado e poder de decisão. Esses são alguns dos trunfos da dupla formada por Guerrero e Diego, referências do Flamengo na busca do tetracampeonato da Copa do Brasil. Naturalmente, espera-se que eles possam fazer a diferença a favor do Rubro-Negro na noite desta quarta-feira, às 21h45, contra o Cruzeiro, no Mineirão. Com os astros juntos em campo, o rendimento da equipe é positivo: 20 vitórias, 13 empates e apenas quatro derrotas em 37 partidas. Ou seja, um aproveitamento de cerca de 66%.

Curiosamente, Guerrero e Diego ainda buscam o primeiro título de peso no Flamengo. Juntos, eles conquistaram o Carioca deste ano, mas agora miram algo maior, um troféu nacional. Os dois já se conhecem muito em campo e costumam tabelar com frequência, sendo o meia responsável pela criação de jogadas para as finalizações do peruano.

No que diz respeito à artilharia, os gols do Flamengo vêm saindo principalmente dos pés da dupla. Guerrero é o goleador do Rubro-Negro na temporada, com 20 tentos. Diego é o segundo colocado no ranking, com 12 gols.

No primeiro jogo da decisão, o Flamengo não contou com Guerrero, que estava suspenso. O camisa 9 se destaca também pela facilidade em fazer o papel de pivô, sempre combativo em meio aos zagueiros adversários. Muitas vezes, ele abre espaços para quem vem de frente com a bola nos pés, como Diego.

O elenco rubro-negro conta ainda com outros jogadores renomados, como Juan, Réver, entre outros muitas vezes campeões. Contudo, o técnico rubro-negro, Reinaldo Rueda, evita falar em favoritismo contra a Raposa.

"Hoje no futebol não vale só o nome, é preciso ter um bom comportamento e evitar excesso de confiança. Tem que jogar intensamente todo o jogo. A equipe está melhorando, ainda mais em jogos decisivos, como foi a semifinal contra o Botafogo. O Flamengo mostrou a raça e nível competitivo e estamos em um bom momento. Creio que é questão de esperar para sair e competir em altíssima intensidade", avaliou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos