Cresce, Profetinha! Lucas Fernandes tem treino particular no São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Lucas Fernandes comemora após marcar pelo São Paulo contra o Grêmio

    Lucas Fernandes comemora após marcar pelo São Paulo contra o Grêmio

A comissão técnica do São Paulo chegou a uma conclusão: é hora de o Profetinha crescer. A ideia, contudo, não tem nada a ver em relação à maturidade de Lucas Fernandes. Mas, para ser mais frequente e intenso dentro de campo, o meia de 20 anos tem realizado um treino particular de fortalecimento muscular.

O planejamento foi traçado com o aval de Dorival Júnior para aumentar o rendimento de um dos jogadores com mais potencial entre os mais recentes formados em Cotia. O jogador, sempre chamado de Profetinha por ser ambidestro como Hernanes, passou os primeiros anos no profissional sofrendo com lesões musculares, que são o grande alvo do trabalho.

Na última quarta-feira, por exemplo, enquanto os colegas faziam aquecimento, Lucas Fernandes fazia trabalho separado com o preparador físico Henrique Cunha. Dava piques e realizava uma espécie de circuito em pequeno espaço, mas intenso. Fez alongamento com a ajuda do membro da comissão técnica antes de participar normalmente do treino tático de Dorival Júnior, sem qualquer restrição.

A busca por fortalecimento muscular foi um caminho escolhido por Dorival Júnior. Desde que chegou e acompanhou de perto os primeiros treinos e partidas do jogador, o técnico relatou que ele só não era titular do time por conta de suas lesões. A última delas foi um estiramento na coxa esquerda que o deixou sem jogar por um mês - voltou a atuar no fim de agosto.

Na semana passada, Lucas Fernandes chegou a reclamar de desconforto muscular, mas nada que preocupasse, tanto que atuou contra o Corinthians, no último domingo, até os 20 minutos do segundo tempo, saindo porque se desgastou demais na função de manter a posse de bola no campo adversário. Ficou claro que, mais fortalecido fisicamente, ele pode ser ainda mais intenso, e desfalcar menos o time.

Lucas Fernandes, que completou 20 anos de idade na semana passada, saiu das categorias de base sempre exaltado por sua técnica. Passou a fazer parte do elenco profissional em 2016, estreando durante o Campeonato Paulista, mas sofreu com lesões - operou o joelho e o ombro esquerdos -, limitando seu crescimento em campo.

Em 2017, após sofrer mais com lesões musculares enquanto Rogério Ceni era o técnico, encaixou-se na equipe no segundo semestre, já com Dorival. Neste mês, tomou a posição de Cueva e, mesmo quando o peruano retornou ao time, o treinador preferiu sacar Jucilei para ter os dois meias juntos.

Atualmente com 28 jogos e dois gols entre os profissionais, Lucas Fernandes ainda ganhou moral recebendo a camisa 11, número de titular. Agora, é hora de estar com a musculatura mais forte para embalar de vez e comprovar seu potencial para, nesta temporada, virar peça importante na luta são-paulina contra o rebaixamento no Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos