Problema de criação de jogadas no Vasco ganha atenção especial de Zé

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

O Vasco vem tendo dificuldades em criar jogadas de ataque desde o início do Brasileirão. No empate em 1 a 1 contra o Sport, na última segunda-feira, isso ficou bem evidente, já que a equipe não conseguiu produzir muito mesmo com um jogador a mais desde os 20 minutos do primeiro tempo. O técnico Zé Ricardo reconheceu a falta de criatividade do Cruz-Maltino, e disse que o time precisa trabalhar melhor a bola na frente para encontrar espaços e construir situações de gol.

"Sem dúvida precisamos evoluir nesse ponto também. Acho que hoje fizemos mais uma partida em bom nível defensivamente. Mas realmente os setores de meio-campo e ataque a gente precisa qualificar mais, principalmente trabalhar a maior posse de bola no ataque para criar essas situações de jogo, opções ofensivas para nossa equipe. Até porque contra o Sport ficou claro que a gente não foi competente em segurar a bola no ataque e criar esses espaços. Temos que trabalhar, porque essa é a maneira que a gente pode evoluir", comentou Zé após o jogo contra o time pernambucano.

Essa questão terá atenção especial de Zé Ricardo nos treinamentos durante a semana para ser corrigida já para a partida contra a Chapecoense. Isso é necessário porque o adversário deve atuar de forma mais fechada e saindo no contra-ataque em São Januário. O técnico disse que o Cruz-Maltino vai precisar melhorar o nível de atuação e impor o seu ritmo dentro de casa.

"Precisamos impor nosso ritmo. Dentro de casa precisamos muito dos três pontos. Temos esses dias para se preparar para a partida e a gente espera vez um Vasco diferente do que viu hoje", comentou o treinador.

Autor da assistência para Nenê contra o Sport, Yago Pikachu disse que o time precisa encontrar os espaços vazios para criar chances. O lateral-direito também acredita que a Chape vai jogar recuada em São Januário e pede paciência para construir situações de gols.

"Quanto a parte ofensiva, temos que aproveitar os espaços vazios. Trabalhar isso aí nos treinamentos para surpreender os adversários. Primeiro temos que ter paciência. Realmente esperamos eles um pouquinho mais recuados, porque vão estar fora de casa. A gente tem que ter um pouquinho de paciência para envolver o adversário no campo de ataque e assim criar essas oportunidades que a gente não criou tanto contra o Sport e fazer os gols necessários", comentou o jogador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos