Abel Braga diz que protesto poderia prejudicar: 'Alguns não são cascudos'

Com a derrota para o Palmeiras, no Maracanã, e a zona de rebaixamento cada vez mais próxima, o elenco do Fluminense iniciou a semana pressionado. Nas redes sociais, um grupo convocou a torcida para um protesto no CT na terça, data da reapresentação do grupo, mas apenas seis pessoas foram no local.

O técnico Abel Braga afirmou que manifestações desse tipo, neste momento em que o time busca recuperar-se no Brasileirão, poderia ser prejudicial, especialmente aos jovens atletas que fazem parte do elenco profissional.

- Ouvi que seria uma semana que poderia ter manifesto do torcedor. Achei muito legal não ter havido. Para uma equipe jovem isso é extremamente perigoso. Alguns jogadores não são cascudos para suportar vaia, essa coisa toda. Tem que incentivar até o final - comentou Abel após o treino de quinta.

Para o treinador, a oscilação do time que conta com vários garotos formados em Xerém é natural, mas a situação na tabela exige uma resposta rápida. O período de preparação para o jogo contra o Grêmio, domingo, foi valorizado.

- Por ser uma equipe jovem há oscilação. Temos feito primeiros tempos muito abaixo. Essa semana foi extremamente importante, não por ser uma semana livre, pelos treinamentos, e sim pelo que conversamos - comentou Abel Braga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos