PSG é denunciado por Ben Arfa, que se diz vítima de "métodos psicológicos"

  • Jeff Gross/Getty Images

Afastado do elenco do Paris Saint-Germain em setembro, o atacante Hatem Ben Arfa denunciou a situação que vive no clube à comissão jurídica da Liga Francesa Profissional (LFP). Jean-Jacques Bertrand, advogado do francês, confirmou as informações ao jornal L'Equipe.

Apesar de ter recebido algumas ofertas na janela de transferências do meio do ano, Ben Arfa resolveu ficar no PSG, contrariando o clube. O técnico Unai Emery ainda não utilizou o jogador na temporada, de modo que ele ficou em segundo plano e passou a treinar com o time B.

- Estão utilizando métodos psicológicos contra ele. Essa situação começou em julho, quando o avisaram de que não iria participar da pré-temporada dos Estados Unidos um dia antes de viajar. Além disso, os treinos com a equipe de reservas, que deveriam ser pontuais, se transformaram no dia a dia do jogador - disse o advogado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos