O que resta: com chances na 'Sula', Fla fala em buscar vaga na Liberta, mas isso basta?

O ano ainda não acabou para o Flamengo, mas o clima é de ressaca. A derrota nos pênaltis na final da Copa do Brasil foi dolorosa. Numa temporada com investimento de cerca de R$ 59 milhões no futebol, o Rubro-Negro conquistou um Carioca, mas parece pouco. A torcida esperava conquistas de peso com um time cheio de jogadores renomados, como Guerrero, Diego, Everton Ribeiro, Diego Alves, entre outros. Agora, a Sul-Americana aparece como a 'única' chance viável de título, já que o Corinthians lidera o Brasileiro com folga.

Em meio à desolação, o Flamengo dá a entender que a prioridade é voltar à Libertadores do próximo ano.

- Nós sabemos que tínhamos três opções de vaga (Copa do Brasil, Libertadores e Sul-Americana). Essa (chance) era direta, estivemos perto. Era uma situação única. Poderíamos ter feito mais no primeiro tempo. Agora, temos que trabalhar. São seis jogos na Sul-Americana e 13 no Brasileirão. Mas é a nossa tarefa (ir para a Libertadores) - disse o técnico Reinaldo Rueda.

O Flamengo volta a campo na próxima segunda, pelo Campeonato Brasileiro, contra a Ponte Preta, em Campinas. O elenco teve folga na quinta, após o vice da Copa do Brasil e volta aos trabalhos nesta sexta, no Ninho do Urubu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos