Antigo algoz do Palmeiras e agora artilheiro, Bruno Henrique sonha com primeiro gol em clássico pelo Santos

Bruno Henrique chegou ao Santos no início deste ano, mas interesse desde muito antes. Um dos lances que chamou a atenção do Peixe já em 2015 foi um golaço que marcou contra o Palmeiras, adversário deste sábado, às 19h, no Allianz Parque, pelo Brasileirão.

Na ocasião, o então camisa 10 do Goiás, marcou o gol da vitória na 22ª rodada. A derrota tirou o Palmeiras do G4 e atrapalhou a vida do agora rival. Mas o detalhe da jogada foi o que chamou a atenção. Bruno Henrique, no lado esquerdo do campo de ataque, dominou lançamento, partiu para cima da marcação, deixou João Pedro no chão e chutou forte, em cima, sem chances para Fernando Prass.

- Foi um gol muito bonito realmente, mas para um atacante qualquer gol é importante. Precisamos sempre marcar, fazer nossa parte e nosso melhor independentemente do adversário ou do campeonato que disputamos - disse Bruno Henrique, ao L!, quando questionado se este era um dos gols mais importantes na carreira.

A temporada de 2015 rendeu a Bruno Henrique um contrato com o Wolfsburg, da Alemanha, mas a de 2017, a primeira pelo Santos, já é a sua melhor. Com 16 gols, ano em que mais marcou, ele é o artilheiro do Peixe, mas ainda não balançou as redes em um clássico.

E a oportunidade de fazer isso neste sábado contra um dos maiores rivais do Alvinegro anima o camisa 27. Em contrapartida, ele sabe que a artilharia faz com que seja um dos mais visados pelo adversário, por isso, ele avisa:

- Além da artilharia do time na temporada, eu sou também quem mais sofre faltas no time do Santos. Me acostumei com isso ao longo da carreira, principalmente por causa do meu estilo de jogo, de procurar sempre o drible. Nosso time inteiro merece respeito e atenção, nós temos jogadores de muita qualidade em todos os setores que podem fazer a diferença - sugere aos marcadores palmeirenses.

Se Bruno Henrique conseguir atrapalhar a vida do Palmeiras mais uma vez e ajudar em mais uma vitória santista no sábado, deixaria o time quatro pontos na frente do rival, atual 4º colocado e além disso, quebraria o tabu de nunca ter vencido no Allianz Parque. Nos cinco jogos do Peixe na casa do rival, foram três derrotas e dois empates.

Depois da eliminação nas quartas de final da Libertadores, chegar o mais longe possível no Campeonato Brasileiro passa a ser consolação do Peixe na temporada. Para Bruno fechar com chave de ouro, tudo passa pelo duelo deste sábado.

- Como eu falei, atacante precisa sempre dos gols, seja ele em clássico ou não. 2017 já é minha melhor temporada em relação a número de gols e espero aumentar ainda mais a marca até o fim do ano. Se marcar contra o Palmeiras no sábado, vou ficar feliz em ajudar a equipe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos