Com gol de 'torcedor', São Paulo bate Sport e deixa zona do rebaixamento

O São Paulo jogou muito mal na tarde deste domingo no Morumbi contra o Sport. Tanto que tomou um sufoco assustador no fim, e teve um Sidão salvador, de nome gritado pela torcida após o jogo. Mas e daí? O que importa é que venceu os pernambucanos por 1 a 0, resultado que tirou a equipe da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O gol, de Marcos Guilherme, não poderia simbolizar melhor a situação do time na competição.

Marcos Guilherme, como revelou em sua apresentação, é torcedor do clube desde a infância. Anotado aos 35 minutos do primeiro tempo, seu gol, portanto, representa o apoio da arquibancada. Em um campeonato de tantos jogos ruins e poucas ideias, a participação da torcida do São Paulo precisa ser reconhecida. Dona dos quatro maiores públicos da competição, neste domingo registrou mais um bom: 43.071 presentes.

O gol foi chorado, em um bate e rebate e com a ajuda da atrapalhada defesa do Sport. Porque estava difícil chegar com a qualidade técnica. Cueva, Lucas Fernandes, Pratto e até Hernanes cansaram de errar passes. E daí? Quando jogou bem e bonito neste campeonato, o São Paulo ou perdeu ou empatou.

A situação do Sport, agora, é mais dramática. A equipe de Vanderlei Luxemburgo marcou apenas um gol no returno, no empate por 1 a 1 contra o Vasco em casa. Não se valeu nem da lei do ex, apesar de estar repleto deles no time. Mena, Wesley, Rogério e Osvaldo, todos com passagem recente pelo São Paulo, mostraram o porquê de o são-paulino não guardar saudade. Wesley foi muito vaiado sempre que pegou na bola. A melhor chance foi de Anselmo, que acertou o travessão em chute de fora da área no primeiro tempo. Depois disso, pouca inspiração.

Já a equipe de Dorival Júnior agora soma três tempos com futebol abaixo da melhora que vinha sendo exaltada no CT da Barra Funda. Erros excessivos de passes, dificuldade de criação, sustos quando a bola chegava à área. O banco, com as entradas de Marcinho, Gomez e Shaylon, também não funcionou. Shaylon, aliás, recebeu chance de ouro de Pratto no fim, e deu nas mãos de Magrão. Depois disso, Sidão ainda fez duas defesas salvadoras. Que sofrimento! Mas e daí?

Apito final e Tricolor, agora com 31 pontos - um a mais do que o Sport -, fora da zona do rebaixamento. Nada mais importa para o são-paulino.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 0 SPORT

Local: Morumbi, São Paulo (SP)

Data-Hora: 1/10/2017 - 16h

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (SC)

Público/renda: 43.071 pagantes/R$ 1.065.285,00

Cartões amarelos: Rithely e Sander (SPT)

Cartões vermelhos: -

Gols: Marcos Guilherme (35'/1ºT) (1-0)

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros, Hernanes e Lucas Fernandes (Marcinho, aos 18'/2ºT); Marcos Guilherme (Jonatan Gomez, aos 27'/2ºT), Cueva (Shaylon, aos 35'/2ºT) e Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Oswaldo Henríquez e Sander (Osvaldo, no intervalo); Anselmo (Thomás, aos 23'/2ºT), Rithely, Wesley e Mena; Rogério (Thallyson, aos 23'/2ºT) e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos