Pai de Neymar minimiza atrito do filho com Cavani: Medidas desproporcionais

  • AFP PHOTO / JACQUES DEMARTHON

Neymar da Silva Santos, pai do craque brasileiro do Paris Saint-Germain, tratou de pôr panos quentes e minimizar o recente atrito entre o camisa 10 e Cavani, que se desentenderam para ver quem cobraria um pênalti há cerca de duas semanas.

Em entrevista à emissora "Telefoot", Neymar pai seguiu a linha demonstrada pela própria dupla, que, no último sábado, se abraçou e não criou celeuma em nova marcação de pênalti. Neymar bateu e fez no massacre (6 a 2) diante do Bordeaux, pelo Campeonato Francês.

"A história entre Neymar e Cavani ganhou medidas desproporcionais. Exageraram. Tudo está bem entre eles", disse Neymar Santos.

O pai do astro da Seleção Brasileira também comentou sobre a decisão do filho em deixar o Barcelona e, se tornando o jogador mais caro da história, aceitar o desafio de capitanear o Paris Saint-Germain rumo ao tão sonhado - e inédito - título da Liga dos Campeões do clube francês.

"Me surpreendeu a decisão de vir para Paris. Tivemos uma proposta do PSG no ano passado, mas não chegamos a um acordo. A deste ano foi muito interessante. Fui eu quem duvidei até o fim, achava mais fácil ficar cômodo. Mas ele quis arriscar. Tentaram convencê-lo de continuar no Barça, mas ele já havia tomado sua decisão. Queria este objetivo, e veio para o PSG para ganhar a Liga dos Campeões. Temos cinco anos para conseguir, e o clube está no caminho certo. Se seu objetivo fosse a Bola de Ouro, teria ficado no Barça".

Neymar já soma oito gols em oito jogos com a camisa do PSG, somando todas as competições. Agora, o atacante terá compromissos pela Seleção Brasileira nas derradeiras rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos