Indefinição por Pablo faz Corinthians pensar em opções para zaga em 2018

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Pablo é titular incontestável do Corinthians na temporada

    Pablo é titular incontestável do Corinthians na temporada

"Ainda não passaram os jogadores que estão contratados?".

O questionamento do técnico Fábio Carille em entrevista coletiva na semana passada foi irônico, em resposta a uma pergunta sobre o planejamento do Corinthians para 2018. Logo depois, no entanto, o comandante admitiu que diretoria e comissão técnica já estão trabalhando em cima de definições para o elenco. Uma das buscas é por novos zagueiros.

O principal motivo para o interesse corintiano em jogadores do setor é a indefinição a respeito de Pablo, titular incontestável nesta temporada, mas incógnita no elenco de 2018. O camisa 3 está emprestado até o fim do ano pelo Bordeaux (FRA), e as conversas pela renovação estão paralisadas no momento. Neste momento, a tendência é que a negociação só tenha desdobramentos após o fim do Campeonato Brasileiro, em dezembro.

A multa rescisória de Pablo é de 3 milhões de euros (cerca de R$ 11 milhões), e o Corinthians negociava pagar apenas parte deste valor, além do repasse de uma porcentagem de Malcom a que tinha direito. Porém, o Bordeaux comprou 15% dos direitos do atacante por R$ 16 milhões, independentemente das conversas por Pablo. Além da moeda de troca não ser mais uma opção, o Timão ainda tem desentendimentos com o estafe do jogador sobre valores de luvas (a premiação paga pelo contrato) e comissões.

O Corinthians já buscou zagueiros no mercado em 2017, mas não teve sucesso com três alvos: Leandro Castán, que permaneceu na Roma (ITA), Anderson Martins, que fechou com o Vasco, e Emerson Santos, que assinou pré-contrato assinado com o Palmeiras. Para o ano que vem, apenas Castán é uma possibilidade real: ele está sem espaço na Europa, e é bem avaliado internamente - o clube tem informações de que ele está apto fisicamente a chegar e jogar. Não há negociação aberta por enquanto, mas o brasileiro renovou contrato até 2020 e seu clube busca possibilidades de negócio.

Na busca por zagueiros deste ano, o mercado apertado fez o clube cogitar nomes na Série B, como Messias, do América-MG, mas a decisão final foi de dar confiança ao atual elenco e jogadores como Pedro Henrique e Léo Santos deram conta. Para 2018, sem a restrição de jogos do Brasileiro, alguns nomes da Série A estão em análise. Um deles é Marllon, da Ponte Preta, bem avaliado desde que seu time foi vice do Paulista para o Timão, em maio.

Além de Pablo, o elenco atual do Corinthians conta com Balbuena, Pedro Henrique, Léo Santos e Vilson, sendo que o último nem sequer estreou em jogos oficiais na temporada. Já é rotina jogadores de outra posição que atuam como zagueiros nos treinamentos por falta de opção, como Ameixa, Camacho, Paulo Roberto e Fellipe Bastos. Nomes do sub-20 também aparecem constantemente, como João e Carlos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos