Luta do time e readaptação: Aderllan analisa início sem jogar no São Paulo

  • Rubens Chiri/saopaulofc.net

Aderllan treina no CT da Barra Funda desde 14 de julho, vem sendo relacionado há quase dois meses e ainda não teve chance de entrar em campo pelo clube do seu coração. Mas o zagueiro, que chorou ao receber a camisa que não tinha dinheiro para comprar na infância, avisa que o São Paulo lhe oferece intensa ajuda para se readaptar ao futebol brasileiro.

"Por ter atuado durante muito tempo fora do País, precisei de um tempo de readaptação e todos estão me passando confiança desde a minha chegada. Isso tem sido importante para que eu continue evoluindo. O mais importante é que estou bem, feliz e motivado para ajudar o São Paulo".

Aderllan tem 28 anos de idade e, até ser emprestado pelo Valencia ao Tricolor, completou sete temporadas no exterior. Pernambucano, foi revelado no Salgueiro, time que leva o nome de sua cidade natal, e partiu em 2010 para Portugal. Defendeu o Trofense de 2010 a 2012 e jogou outros três anos pelo Sporting Braga antes de ser contratado pelo Valencia.

Emprestado ao São Paulo até o fim de 2018, o zagueiro encara forte concorrência interna. Rodrigo Caio e Arboleda são os titulares de Dorival Júnior e, quando um dos dois não pôde jogar, atuaram Éder Militão (atualmente escalado como lateral-direito) e Bruno Alves, contratado depois de Aderllan, vindo do Figueirense.

Aderllan chegou a treinar entre os titulares antes da partida contra a Ponte Preta, na vaga de Arboleda, em 9 de setembro, mas viu Bruno Alves ser escalado e ainda fazer gol no empate por 2 a 2, no Morumbi. Mas nada que faça o defensor que pertence ao Valencia se sentir excluído.

Nesses exatos 81 dias trabalhando nas dependências são-paulinas, Aderllan tem visto e incentivado na batalha da equipe para escapar da queda para a Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador comemora a vitória por 1 a 0 sobre o Sport, no domingo, no Morumbi, que elevou o clube à 14ª posição, a um ponto da zona de rebaixamento, faixa da tabela que o Tricolor ocupou em 13 das 26 rodadas já disputadas do torneio.

"A equipe tem lutado muito para, neste primeiro momento, se afastar de vez do Z4. Isso vai ser importante até para respirarmos mais na tabela de classificação. Estamos no caminho certo e nos dedicando ao máximo para que isso aconteça nas próximas semanas", disse Aderllan.

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos