Bruno Vicintin deixa vice-presidência de futebol do Cruzeiro

O laço que unia Bruno Vicintin à diretoria do Cruzeiro foi cortado nesta quarta-feira. Durante reunião com o presidente Gilvan de Pinho Tavares e o futuro mandatário Wagner Pires de Sá, o atual vice-presidente de futebol afirmou que não seguirá no cargo em 2018. Com a saída de Vicintin, a expectativa é de que o gerente Tinga siga o mesmo caminho. O diretor Klauss Câmara, também tem seu destino incerto no clube, de acordo com o GloboEsporte.

Bruno Vicintin teve participação direta na contratação do técnico Mano Menezes, que ainda não teve seu contrato renovado. Com o vencimento previsto para dezembro, o futuro do treinador celeste ainda será decido por Gilva junto ao novo presidente. Porém, Mano conta tem um grande ponto a seu favor: a conquista do título da Copa do Brasil, gerando o pentacampeonato do Cruzeiro.

Apesar de saber da intenção de Wagner Pires de Sá em nomear Itair Machado para um cargo alto no departamento de futebol da Raposa a partir do início de seu mandato, este não é o único motivo da saída de Vicintin. Além de não querer reformular sua equipe, o dirigente deixa a Toca para se dedicar à família.

No clube desde 2012, Bruno participou das conquistar dos títulos brasileiros de 2013 e 2014 e da conquista da Copa do Brasil de 2017.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos