Cuca testa Deyverson, Borja e Willian, e vê golaço em treino

No treino desta quarta-feira, Cuca comandou atividades em que pôde analisar separadamente os desempenhos de Deyverson, Borja e Willian como centroavante. E viu um golaço do colombiano, mas um desempenho melhor de Willian, artilheiro do Palmeiras nesta temporada.

O primeiro treino técnico visando o jogo do dia 12, contra o Bahia, no Pacaembu, teve uma atividade de ataque contra defesa. Os atletas do setor ofensivo foram divididos em três equipes, com cada um dos centroavantes em uma delas. Willian foi quem mais balançou as redes dos três, com dois gols. Deyverson fez um e Borja, nenhum, dando apenas assistência para Keno.

Depois, o elenco foi dividido em quatro equipes, que se enfrentaram em campo reduzido. Neste período, Borja pressionou mais os defensores e fez um golaço, soltando uma bomba de fora da área, no ângulo, e fez outro recebendo passe de Guerra, livre na pequena área. Mas perdeu uma chance debaixo do gol e ainda colocou a mão na bola duas vezes, terminando a tarde com mau desempenho em relação a Willian, o mais eficiente dos três, e Deyverson.

- Borja tem uma característica, Deyverson tem outra, e Willian tem outra. Com Willian, você consegue colocar Róger Guedes, Keno ou um quarto homem, como o Guera. Se o adversário estiver bem fechado, usa referência. Temos de analisar o jogo. Demoramos um tempo para achar um time basicamente ideal, arrancamos, paramos em jogo com bom desempenho. Hoje, foi o primeiro treino técnico. Defino o time até terça ou quarta - disse Cuca.

- Montamos três times de ataque e defesa. E, de maneira geral, trabalhamos bem. A defesa evoluiu. Cobra-se muito em cima de erro, performance, mas temos segundo melhor ataque e terceira melhor defesa, esquece-se disso. Podemos até melhorar isso. O treino não foi para um ou outro jogador, mas de forma geral. Tiveram muitos jogadores que sobressaíram - completou o técnico.

No treino de ataque contra defesa, Cuca montou uma linha defensiva que deve ser a titular contra o Bahia, com Jean, Edu Dracena, Juninho e Egídio - o lateral-direito Mayke está suspenso, e Dracena e Egídio voltam após cumprirem gancho. Entre as linhas ofensivas, a mais próxima da titular tinha Bruno Henrique, Tchê Tchê, Dudu, Róger Guedes e Deyverson. Mas Moisés não treinou para fazer reforço muscular, e dificilmente perderá vaga no time.

Seja qual for a escalação definida, Cuca cobra mais oportunidades de gol. O técnico tem se incomodado com o pouco trabalho que seus jogadores têm dado aos goleiros adversários, mesmo controlando as partidas, em sua visão. Os erros de passe e de dribles pouco o incomodam.

- No sábado, me falaram que o Palmeiras é o segundo que mais erra passe. Mas, se tem mais posse, vai ter mais toque e, naturalmente, mais erro de passe. A não ser que fique atrás tocando bola. Não sabia que somos o time que mais erra dribles, mas é característica de Keno, Róger Guedes e Dudu tentarem, são verticais, se tentarem dez dribles, vão driblar cinco e perder cinco. O importante é ver se, quando driblaram, resultou em chance de gol. O que nos preocupa hoje é o poder de finalização, pois controlamos, e não fazemos o goleiro trabalhar. É um detalhe importante do jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos