Kaká conta por que rejeitou clube da Premier League em 2009

Kaká é o último vencedor da Bola de Ouro (em 2007) que não a dupla de lendas Messi e Cristiano Ronaldo. Após muito sucesso nos seis anos de Milan, o meia brasileiro esteve perto de assinar com o Manchester City e se aventurar na Premier League, o que foi rejeitado por ele. Na ocasião, em 2009, optou por assinar com o Real Madrid.

Em entrevista à revista "Four Four Two", Kaká contou detalhes da negociação à época, afirmando que a proposta atingia à casa dos 100 milhões de libras (R$ 413 mi, na atual cotação).

- Cheguei à conclusão de que aquela não era o momento certo para dar esse - passo. Ia trocar um dos maiores clubes europeus por um projeto incerto? O plantel do Manchester City no momento não me convenceu, achei que aquilo não ia resultar - disse o atleta, hoje aos 35 anos.

Em 2009, os principais jogadores do Manchester City eram sul-americanos: Robinho e Tévez. O atacante revelado pelo Santos, aliás, foi contratado por 32,5 milhões de libras (R$ 134,2 mi, na atual cotação), tornando-se o primeiro contratado pelo Abu Dhabi Sports Group, investidor dos Citizens desde 2008.

Kaká, então, seguiu para o Real Madrid e, após sofrer com muitas lesões, nunca se firmou como titular absoluto em suas quatro temporadas no Santiago Bernabéu. Depois, retornou para o Milan e, antes de chegar ao Orlando City, jogou por empréstimo no São Paulo. Está em sua terceira temporada nos EUA.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos