Márcio Braga tenta unir oposição do Fla e ironiza Bandeira: 'Pé-frio'

  • Fábio Borges/ VIPCOMM

Seis vezes presidente do Flamengo, Márcio Braga tenta unir a oposição do Flamengo já pensando na próxima eleição do clube, que vai ocorrer em dezembro de 2018. O ex-mandatário convocou uma reunião para 30 membros influentes da política rubro-negra nesta quinta-feira (5), em um apart-hotel. Ele quer convergir os interesses dos opositores para que seja lançado um único candidato e não vários, como costuma ocorrer.

Em entrevista por telefone ao LANCE!, o ex-presidente fez críticas ao atual mandatário, Eduardo Bandeira de Mello, a quem classificou como "pé-frio" e "laranja".

"Estamos em um ano que antecede a eleição no Flamengo. Se a oposição não se articular, esta história vai continuar e teremos um laranja e pé-frio. Ninguém conhecia o Eduardo (Bandeira de Mello), ele caiu de paraquedas", disse Márcio Braga, referindo-se ao lançamento da candidatura de Bandeira em 2012, quando ele substituiu Wallim Vasconcellos, impugnado pelo Conselho Deliberativo na ocasião.

Márcio Braga afirmou que a reunião terá nomes de peso da oposição, como Luiz Eduardo Baptista, o Bap, e o próprio Wallim Vasconcellos. Recentemente, o grupo do ex-candidato a presidente e ex-dirigente divulgou uma carta aberta pedindo a saída de Bandeira de Mello da vice-presidência do clube. Atualmente, o mandatário acumula a pasta, desde a saída de Flávio Godinho.

O ex-presidente considerou que a gestão de Eduardo Bandeira de Mello foi muito mal nos dois pilares do clube.

"Eles foram bem nas finanças e na administração, mas tiveram uma gestão desastrosa no remo e no futebol", comentou Márcio Braga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos