Espanha conta com tropeço da Itália e se garante na Copa do Mundo

A Espanha carimbou o seu passaporte para a Copa do Mundo. Nesta sexta-feira, a equipe goleou a Albânia por 3 a 0, em Alicante, e sacramentou sua vaga na competição ao garantir a liderança do Grupo G. A repescagem ficou com a Itália, que tropeçou em Turim e ficou no empate em 1 a 1 com a Macedônia. Em jogo para cumprir tabela, Israel bateu Liechtenstein por 1 a 0, fora de casa.

Com a vitória, a Espanha foi a 25 pontos, contra 20 da Itália, faltando apenas uma rodada. Albânia (14), Israel (12), Macedônia (7) e Liechtenstein (0) não têm chances de ir à Copa do Mundo.

Em campo, a Espanha não tomou conhecimento da Albânia e não sentiu os desfalques de Carvajal, Morata e Iniesta. Isco manteve a boa fase e comandou o meio de campo, dando passes importantes e chegando com muito perigo ao gol adversário.

Com grande volume de jogo, a Espanha teve uma boa chance com Rodrigo, que cabeceou perto do gol bola cruzada por Isco. A dobradinha voltou a aparecer com mais precisão aos 15 minutos. O meia do Real Madrid tocou no alto para o hispano-brasileiro, que dominou no peito e mandou para o fundo da rede.

Os espanhóis passaram a colecionar excelentes chances. Sergio Ramos obrigou Berisha a excelente defesa. O goleiro, contudo, nada pôde fazer quando Isco recebeu de Koke na área e finalizou bonito para fazer o segundo.

Em lance isolado no ataque, a Albânia assustou De Gea. Llullaku acertou a trave do goleiro do Manchester United. Em seguida, a Espanha chegou ao terceiro. O estreante Odriozola cruzou da direita na cabeça de Thiago Alcântara, que não perdoou. A Fúria teve ainda mais oportunidades para ampliar, mas a bola teimou em não entrar nos minutos finais da etapa inicial.

Com a classificação para a Copa do Mundo praticamente assegurada, alguns jogadores começaram a forçar o cartão amarelo e, consequentemente, ficar fora do último jogo, contra Israel. Foram os casos de Piqué e David Silva, que não viajam para Haifa.

No segundo tempo, a Espanha seguiu soberana e obrigou o goleiro Berisha a ótimas intervenções, como em cabeçada de Koke e em chute de Rodrigo. Alba também chegou com perigo e mandou para fora. Os espaços também eram vistos na defesa da Fúria. Sadiku perdeu duas boas chances. Em uma delas o albanês acertou a trave.

Com cartão amarelo, Piqué foi substituído. Por conta de sua posição a favor da Catalunha, o zagueiro recebeu um misto de vaias e aplausos ao sair de campo para dar lugar a Nacho. Nada que abalasse a confiança da Espanha, que controlou o jogo na reta final da partida e já pode comemorar matematicamente o seu lugar na Copa do Mundo.

ITÁLIA FAZ O PAPEL DE CASA

Em Turim, a Itália jogou mal e frustrou os planos da torcida, que lotou o Estádio Olímpico de Turim. A Azzurra ficou no empate em 1 a 1 com a Macedônia e vai ter que disputar a repescagem das Eliminatórias para Copa do Mundo. O adversário ainda não está definido.

Em campo, os italianos não demonstraram inspiração, apesar de o adversário não ter tanta qualidade. Apesar disso, a Azzurra mantinha a posse de bola no campo de ataque, sem muita criatividade. Insigne mostrava mais vontade e conseguia sair da marcação. Em um lance, o jogador do Napoli tocou para Immobile, mas o goleiro Dimitrievski fechou bem o ângulo. A resposta da Macedônia foi perigosa, mas Buffon pegou finalização do experiente Pandev.

Recém-contratado pelo Chelsea, Zappacosta protagonizou um lance bizarro. Em um ataque da Itália, ele apareceu na cara do goleiro, mas pegou de canela e perdeu gol feito. Em seguida, a Azzurra fez o primeiro. Insigne achou Immobile pela esquerda. O atacante da Lazio cruzou e Chiellini apareceu livre para abrir o placar.

A Itália voltou com os mesmos problemas para o segundo tempo. A falta de criatividade era latente e a equipe não conseguia criar lances de perigo. Por outro lado, dava mais espaços à Macedônia, algo que pouco se viu na etapa inicial. Nestorovski perdeu boa chance na cara de Buffon. A apatia em campo foi fatal. Trajkovski recebeu de Pandev, invadiu a área e bateu cruzado para empatar a partida em Turim.

Nos minutos finais, a Itália foi toda pressão e ficou no campo de ataque. Ainda sem inspiração, não conseguiu traduzir a superioridade em gol, ficando no melancólico empate em casa com a Macedônia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos