Segundo imprensa peruana, Paolo Guerrero teria sido vítima de racismo

Durante a partida entre Argentina e Peru pelas Eliminatórias na última quinta-feira, o jornalista argentino Martín Arévalo, da emissora TyC fez um comentário sobre o atacante do Flamengo que algumas pessoas interpretaram como racista.

Arévalo falou de Guerrero como se ele fosse morador de um dos bairros mais perigosos da Argentina. O jornalista foi alvo de muitas críticas nas redes sociais, mas também teve quem o apoiasse.

O La República e o El Bocón, jornais peruanos, o camisa 9 teria sido alvo de xenofobia ou racismo com a seguinte declaração do argentino: "Melhor não encontrar com Paolo Guerrero às 3 da manhã em Constitución".

Para se defender das chuvas de críticas, o jornalista afirmou que a referência era um tipo de elogio, falando sobre o porte físico do principal jogador e capitão da seleção peruana.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos