Valores animam Santos em negócio com dupla do Barcelona (EQU)

O argentino Damián Díaz e o uruguaio Jonatan Álvez não dão boas lembranças ao torcedor do Santos. OS camisas 10 e o 9 do Barcelona de Guayaquil (ECU), respectivamente, foram os principais jogadores da equipe equatoriana no duelo que tirou o Peixe nas quartas de final da Libertadores. Mas o futuro pode ser diferente.

A diretoria do Santos já iniciou contatos com pessoas próximas dos dois jogadores para saber as condições de cada um. Nas conversas, ouviu que o atacante, autor do gol da vitória do Barcelona na Vila Belmiro, ganha 500 mil dólares por ano, cerca de R$ 1,5 milhão por temporada, cerca da metade do valor gasto com Lucas Lima e Ricardo Oliveira, os dois mais bem pagos do atual elenco alvinegro. Álvez tem contrato até o fim de 2018.

Já o argentino Díaz, de 31 anos, ídolo em Guayaquil, tem vencimentos maiores. No Equador, é esperado que ele encerre sua carreira no Barcelona, com o qual tem contrato até 2019.

Porém, como trata com intermediários, a diretoria santista ainda não sabe quanto teria que desembolsar para tirar os dois principais atletas do Barcelona de Guayaquil.

Até o momento, o Santos ainda não recebeu retornos por Lucas Lima e Ricardo Oliveira, para os quais ofereceu renovação de contrato, já que ambos têm vínculo até o fim desta temporada.

Em 2017, Kitu Díaz fez oito gols em 28 jogos. Já Álvez fez 21 em 32 partidas.

De acordo com o estatuto do Santos, caso a diretoria queira comprar direitos econômicos até três meses antes da eleição, tem que pedir autorização para o Conselho Deliberativo e também ao Conselho Fiscal. No entanto, a diretoria só pretende prosseguir com as negociações se vencer o pleito no dia 9 de dezembro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos