Ficou barato: São Paulo é dominado pelo Galo, perde e pode voltar ao Z4

Ter um longo período para trabalhar não serviu para praticamente nada no São Paulo. Nesta quarta-feira, o time foi dominado pelo Atlético-MG, perdeu por 1 a 0 em Belo Horizonte e, pior, precisa secar três adversários para não voltar já à zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O resultado expõe um jogo em que nem Sidão, novamente autor de grandes defesas, foi suficiente. O Tricolor, que só levou algum perigo no fim, foi beneficiado até com uma bola que passou a linha do gol e não foi validado. Mas, quando Bruno Alves cometeu pênalti em Valdivia, Fábio Santos converteu, aos seis minutos do segundo tempo.

Nesta quinta-feira, se Ponte Preta e Fluminense não perderem de Santos e Flamengo, respectivamente, e o Sport vencer do Vitória, na Bahia, o São Paulo voltará à faixa de descenso. Por enquanto, o time figura em 14º lugar, com 31 pontos. Já distante do Atlético-MG, que chegou a 37 pontos, na cola da zona de Libertadores.

Mas a partida poderia ser pior para o Tricolor. O Atlético-MG empurrou o São Paulo para, praticamente, dentro da área de Sidão, e a explicação é Robinho, atuando com uma disposição impressionante. Mas, além do incessante Valdivia, o astro do Galo teve como parceiros os desacertos do adversário.

Dorival Júnior armou o time no 4-2-3-1, mas nem deu para Hernanes ser a peça que avançava para que a linha de armação ficasse com quatro. Na verdade, Marcos Guilherme, Jonatan Gomez e Pratto precisavam voltar para ajudar nas laterais. Principalmente Militão, pela direita, que demorou a encontrar Robinho.

Na pressão, um bate-rebate na área teve a bola indo das pernas de Rodrigo Caio para dentro do gol, mas a arbitragem não viu, aos 16 minutos do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, Marcos Rocha entrou de vez no jogo. Cobrando lateral, lançou para Valdivia, puxado de toda forma até sofrer o pênalti. Na cobrança, Sidão chegou perto, mas não conseguiu pegar - no momento da cobrança de Fábio Santos, eram 12 finalizações do Galo, contra apenas três do Tricolor.

Na busca pelo empate, Dorival sacou até Hernanes, e conseguiu uma cabeçada de Pratto, parado por milagre de Victor, mas só. No sábado, às 21h, o São Paulo recebe o Atlético-PR no Pacaembu. E precisará fazer bem mais do que no

Horto nesta quarta-feira.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 x 0 SÃO PAULO

Data/Horário: 11/10/2017, às 21h

Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes (ambos de SC)

Cartões amarelos: Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio (SAO); Robinho (CAM)

Cartões vermelhos: -

Gols: Fábio Santos, aos 6'/2ºT (1-0)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Adilson e Roger Bernardo; Cazares (Otero, 19'/2ºT), Robinho e Valdívia (Clayton, 35'/2ºT); Fred (Rafael Moura, 31'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

SÃO PAULO: Sidão, Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros e Hernanes (Shaylon, 22'/2ºT); Marcos Guilherme, Jonatan Gomez (Jucilei, 30'/2ºT) e Lucas Fernandes (Maicosuel, 23'/2ºT); Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos