Os especialistas: craques em pênaltis, Diego Alves e Dourado fazem duelo à parte no Fla x Flu

Se os clássicos são decididos nos detalhes, como costumam dizer os jogadores, Diego Alves e Henrique Dourado têm grandes chances de serem protagonistas no Fla x Flu deste feriado, às 17h, no Maracanã. Ambos são especialistas em pênaltis. O goleiro tem fama de crescer diante dos cobradores e ótimo retrospecto na carreira. Do outro lado, o Ceifador tem um aproveitamento impecável na marca da cal pelo Tricolor. Com a bola rolando, eles também têm papéis fundamentais.

A partida é válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro e tem grande peso para ambas as equipes. O Fluminense agora luta contra o rebaixamento, e Rubro-Negro não está satisfeito com o modesto sétimo lugar na tabela. Nas palavras do técnico Abel Braga, o Tricolor terá de encontrar soluções diante do Fla. Neste aspecto, Dourado, artilheiro do Flu e do Campeonato Brasileiro, pode ajudar.

- Os dois times estão pressionados. É complicado para os dois. Vamos procurar ter seriedade para saber resolver e dar soluções aos problemas que vamos ter no jogo. Vamos entrar preocupados. Precisamos sair o mais rápido possível desse momento. É um jogo de muita importância para os dois - disse o treinador tricolor.

Diego Alves pegou o primeiro pênalti pelo Flamengo justamente na última partida do time no Brasileirão, contra a Ponte Preta, e chega com o moral elevado para o clássico. O time, por outro lado, parecia um pouco abatido diante da Macaca e foi derrotado após o vice na Copa do Brasil. Até por isso, o zagueiro Réver vislumbra a recuperação.

- É sempre bom vencer clássico. Sabemos também que isso não vai minimizar a dor que o torcedor está sentindo por tudo que aconteceu nas últimas semanas. E nem a nossa dor. É difícil explicar, principalmente em uma final em que você estava superior e não venceu. Mas temos que virar logo essa chave e ir em busca dessas vitórias para que o torcedor confie no nosso trabalho - comentou.

DIEGO ALVES E SEU ÓTIMO RETROSPECTO

Se Muralha não pegou nem sequer um pênalti em três disputas do gênero neste ano, Diego Alves, por outro lado, tem um ótimo retrospecto na carreira. No Flamengo, ele só foi testado em três ocasiões na marca da cal e pegou um. Na Espanha, onde defendeu Almería e Valencia, o atual camisa 1 rubro-negro pegou incríveis 24 penalidades em 50 cobranças. Ou seja, um aproveitamento altíssimo, de quase 50%.

Recentemente, em entrevista ao SporTV, Diego Alves falou sobre as características de diferentes goleiros ao tentar defender pênaltis. No entanto, ele escondeu o jogo e não entregou a sua estratégia.

- Cada goleiro tem uma técnica diferente. Tem força, reação e agilidade. Cada goleiro tem que explorar sua característica. Eu assistia muito ao Taffarel na Seleção Brasileira, esperava bastante a cobrança. Citando um exemplo, o Oblak do Atlético de Madrid esperou muito no meio e os jogadores do Real Madrid chutaram pros lados. É difícil, foi criticado. Se não pegou, é porque tinha que ter feito alguma coisa, dizem. Depende muito da situação e eu tento ter tranquilidade pra resolver da melhor maneira - disse.

DOURADO JÁ FEZ TRÊS GOLS CONTRA O FLAMENGO

O clássico contra o Flamengo traz boas e más recordações ao atacante Henrique Dourado. O artilheiro tricolor, que coincidentemente iniciou carreira no Flamengo de Guarulhos, fez cinco - ou seis? - partidas contra o rival desde que chegou às Laranjeiras, com três gols marcados, um troféu erguido e nenhuma vitória com bola rolando.

O primeiro confronto praticamente não conta. Foi há exatamente um ano, em outubro de 2016, quando ainda era reserva da equipe. Sob o comando de Levir, Dourado entrou nos últimos cinco minutos de partida e nada pôde fazer para evitar a derrota por 2 a 1 em Volta Redonda.

Neste ano, já como referência da equipe, teve grande atuação e marcou, de pênalti, um dos gols no empate por 3 a 3 que resultou no título de Taça Guanabara. Na Taça Rio, voltando de lesão, fez jogo apagado no empate por 1 a 1 em Cariacica. Nas finais do Carioca, quase marcou seu nome. Na segunda partida, marcou de cabeça logo no início do jogo, mas não evitou a derrota no agregado e o título estadual foi para Gávea.

No primeiro turno do Brasileirão, mais uma vitória escapou. De pênalti, deixou o Flu a frente do placar com menos de dez minutos para o fim, mas viu Trauco empatar o jogo no último lance do Maracanã. Se depender do Ceifador, as redes certamente vão balançar no Fla-Flu.

Henrique Dourado nos pênaltis:

No ano - 28 gols - 9 de pênalti

Brasileirão - 14 gols - 6 de pênalti

- Pelo Fluminense, acertou os 9 que cobrou.

- Na carreira, só perdeu um, pelo Palmeiras contra o Atlético-MG em 2014.

- Em Fla-Flu, fez 3 gols, 2 deles de pênalti. Um em cima de Muralha e outro em cima de Thiago. Os rubro-negros foram os únicos goleiros no ano que acertaram o canto e chegaram mais perto de defender as cobranças.

- Em Fla-Flu, disputou 6 partidas e não venceu nenhuma: 3 derrotas e 3 empates. A Taça GB foi decidida nos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos