Eurico explica situação de sócios que teriam que votar em urna separada na eleição

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, respondeu na noite desta quarta-feira uma ação da chapa 'Mudança com Segurança', de Fernando Horta, que conseguiu liminar na Justiça para que 691 sócios votassem em uma urna separada dos demais sócios por suspeita de irregularidades. Em nota oficial, o mandatário cruz-maltino acusou os opositores de tumultuar o pleito e explica a situação dos sócios.

- Para entender a situação dos 691 sócios que, pela decisão de Primeira Instância, deveriam votar em separado, é preciso saber as circustâncias e os erros que a chapa oposicionista induziu a Justiça. Entre os 691 estão sócios das categorias Benfeitor Remido e Proprietário, que são títulos comprados e nada tem com relação ao chamado Sócio Geral, que é apenas uma adesão - escreveu Eurico Miranda.

O presidente do Vasco diz que tudo será explicado com recurso, destacando que a decisão foi tomada sem que o clube pudesse se defender.

- Todas as circunstâncias serão mostradas à Justiça nos recursos que o Vasco tem direito, já que a liminar foi dada sem que o clube fosse ouvido - completou.

CONFIRA NA GALERIA ACIMA A NOTA DE EURICO MIRANDA NA ÍNTEGRA

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos