Lucas, do PSG, diz não ao Cruzeiro, que também quer Rafinha, do Bayern

A janela de transferência ainda nem abriu e o Cruzeiro já está se movimentando para trazer reforços. Nos próximos dias, a diretoria celeste espera receber de Mano Menezes uma lista de jogadores para a próxima temporada. De acordo com o GloboEsporte.com, Itair Machado, futuro vice-presidente da Raposa, queria Lucas Moura, que não tem muito espaço no PSG, mas ouviu um "não" do atleta, mas está confiante na contratação do lateral-direito Rafinha, do Bayern de Munique.

Itair Machado afirmou que esteve em contato com Wagner Ribeiro, empresário de Lucas. O meia, que vem perdendo espaço no PSG desde a chegada de Neymar e Mbappé, jogou apenas quatro partidas e marcou apenas um gol nesta temporada. Porém, de acordo com Wagner, o principal motivo do jogador não voltar para o Brasil é a gravidez da mulher. O contrato de Lucas é válido até maio de 2019.

- Eu sondei, conversei com o procurador dele, porque é um jogador que está sendo pouco usado. E estes jogadores, quando estão nesta situação, tem interesse em voltar ao Brasil por causa da Copa, aí tem mais visibilidade e possibilidade de ser convocado. Mas ele está com várias propostas para continuar por lá, a esposa está grávida e não quer mudar agora. A gente nem iniciou isso. Não que os números não sejam irreais, tudo é possível dentro de composição. Jogador primeiro precisa querer vir e, neste momento, ele não quer voltar ao Brasil. Então, está descartado.

Em relação a Rafinha, a situação é diferente, uma vez que o Cruzeiro está confiante numa resposta positiva na investida pelo jogador, mesmo sabendo que deverá desembolsar cerca de 4 milhões de euros (R$ 15 milhões, aproximadamente). Itair se mostrou seguro quanto ao rumo da negociação.

- O Rafinha está jogando, teve o último jogo, foi titular, jogou bem. Um jogador que interessa ao Cruzeiro, já conversei com o procurador dele. A gente está estudando os números. Ele não está em baixa na Europa, ele tem várias propostas da Europa. É um jogador que se encaixa no perfil da Copa do Mundo, de querer retornar ao Brasil, para ter visibilidade de disputar a Copa do Mundo. Então, existe a possibilidade. Financeiramente, há a possibilidade.

O sonho do Cruzeiro é Ricardo Goulart, que foi bicampeão brasileiro com a equipe em 2013 e 2014. Atualmente o meia está no Guangzhou Evergrande, da China, com contrato até janeiro de 2019. O que impossibilita a negociação é o alto valor do atleta.

- O número é irreal, principalmente do Ricardo Goulart, é irreal. Ele acabou de renovar o contrato dele. Não tem condições. É difícil competir e arrumar o recurso para pagar a multa. Neste momento, o Cruzeiro não tem. Mas, com certeza, é um ídolo da torcida, da diretoria. No futuro próximo, queremos trabalhar uma questão comercial para conseguir a volta dele.

Outro nome que vem sendo sondado nos bastidores do Cruzeiro, é o do atacante Marcelo Moreno, que atualmente está no Wuhan Zall, da segunda divisão chinesa. O atacante, que estava no título nacional da Raposa em 2014, não foi descartado por Itair.

- Sobre o Marcelo Moreno, a gente está esperando primeiro o treinador passar os nomes e ainda não foi cogitada a questão dos nomes. Pretende sim contratar um grande atacante, mas vai partir do treinador isso.

A lista de Mano Menezes deve ser apresentada nos próximos dias e já é sabido que o Cruzeiro procura um um lateral, um meio-campista (Bruno Silva é o mais especulado) e um atacante. Um zagueiro também está nos planos.

- Acho que a prioridade do Cruzeiro são atacantes. O Cruzeiro tem passado dificuldade de contusão, jogadores como o Ábila que saiu. Vamos esperar o Mano dar esse aval para que a gente possa viabilizar as contratações. O Mano, nessa reunião que vamos fazer, é que vai ser tratado sobre isso (sugestão de contratação). Agora vamos começar a tratar essas questões - finalizou Itair.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos