Corinthians é processado por conta de versão de música de Tim Maia

A gravadora Warner Chappell cobra na Justiça uma indenização do Corinthians por conta da versão criada da música do "Não Quero Dinheiro". A gravadora detém os direitos da obra e acusa o Timão de fazer uso para fins lucrativos, mas o clube ainda não foi notificado. A informação foi divulgada inicialmente pelo "Globoesporte".

A torcida corintiana criou uma versão para a música. Na voz da Fiel, a canção foi adaptada (veja o vídeo abaixo), e a gravadora acusa o clube de "produzir campanha publicitária utilizando-se, sem autorização, da obra musical, e, ainda mais grave, com alteração de sua letra".

Com isso, são pedidos R$ 4 milhões de indenização por danos patrimoniais, além de morais. A estimativa é de que a utilização da música em material publicitário custaria R$ 400 mil, e que a indenização material tem de ser dez vezes o valor.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos