Provável substituto de Otero, Valdívia diz que mereceu ficar no banco

Após uma sequência de sete jogos no time titular, Valdívia foi posto no banco pela primeira vez sob comando do técnico Oswaldo de Oliveira. Escalado para iniciar as primeiras sete partidas após a chegada do novo treinador, o meia foi reserva na partida contra o Santos e entrou apenas no segundo tempo do confronto na Vila Belmiro.

Titular na posição, Otero levou o terceiro cartão amarelo no confronto contra o Peixe e está suspenso da partida contra o Atlético-GO, nesta quinta-feira, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem o venezuelano, é grande a chance de Valdívia retornar ao time titular. Porém, o meia evita qualquer afirmação sobre a vaga. Para ele, o período no banco de reservas precisava acontecer, mas garante segurança para retornar ao time principal.

- Ainda não sabemos quem vai jogar, se sou eu ou o Luan. Quem for jogar vai estar preparado. A questão de ter ido para o banco foi por ter ido mal contra o Botafogo. Mereci, sim, ir para o banco, mas estou com a cabeça tranquila. Quem está ali no banco pode ser utilizado pelo professor.

O jogador ainda afirmou que a cada partida tenta mostrar em campo aquilo que foi realizado nos treinos, com o objetivo de ajudar a equipe. Independentemente de marcar gols ou não, Valdívia quer continuar evoluindo e voltar a ter a confiança do técnico.

- Cada jogo tento mostrar meu futebol. Às vezes não vou estar bem, mas a cabeça tem que estar boa. Sei que tenho que melhorar. Mesmo quando faço gol, não fico me achando e sei que tenho que jogar muito mais o que o gol - completou.

O próximo compromisso do Galo é nesta quinta-feira, quando recebe o Atlético-GO às 20h, no Independência. Visando o duelo, a equipe volta aos treinos nesta terça-feira, às 16h30.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos