PSG precisa ganhar mais de R$ 300 milhões para se livrar de punição da Uefa

  • Charles Platiau/Reuters

    Neymar e Mbappé foram as principais contratações do PSG para a temporada

    Neymar e Mbappé foram as principais contratações do PSG para a temporada

As ações do Paris Saint-Germain na última janela de transferências atraíram os holofotes do mundo e a também a atenção da Uefa. A entidade prometeu fazer uma investigação nas contas do clube francês e, até o momento, está cumprindo. De acordo com a rádio "RMC Sport", a diretoria da equipe já sabe que precisará faturar 80 milhões de euros (R$ 303,5 milhões) para se adequar ao Fair Play Financeiro.

Ainda segundo a emissora, a entidade comunicou aos responsáveis do PSG que não houve nenhuma irregularidade nas transferências de Neymar - 222 milhões de euros - e Kylian Mbappé - emprestado, com opção de compra obrigatória de 180 milhões de euros.

Porém, vale frisar, se a irregularidade continuar, a punição não será de ordem financeira. Essas conclusões são apenas preliminares e a investigação será concluída, no máximo, em fevereiro.

O time de Paris deve recorrer à venda de alguns jogadores para equilibrar as finanças. Os principais nomes citados são Lucas Moura e Ángel Di María, que podem sair em janeiro. Além disso, o PSG afirmou, em defesa apresentada à Uefa no dia 5 de outubro, que também conta com a venda de ingressos, aumento dos patrocínios e os direitos de transmissão para fechar a conta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos