Kazim quebra jejum de nove meses mas coloca gols em segundo plano

As cobranças a Kazim duraram quase nove meses, mais precisamente 25 jogos. Sem marcar desde o dia 18 de fevereiro, quando fez seu primeiro gol pelo Corinthians, contra o Audax, o inglês naturalizado turco reencontrou as redes neste sábado, quando anotou o tento da vitória sobre o Avaí, que deixou o Timão mais perto do título do Brasileirão.

A quebra do jejum, porém, não empolgou reserva de Jô, que analisou sua situação.

- Os primeiros 20 minutos foram difíceis, porque estou sem ritmo, eu quis agradecer ao meu time, porque eles têm muita confiança em mim, o professor Carille também. Esse ano eu não joguei muito, muitos minutos, não tenho desculpas, não sou focado nos gols, mas nos três pontos, hoje graças a Deus ele me deu um gol - disse o camisa 18.

Acostumado ao futebol da Inglaterra e da Turquia, Kazim fez um comparativo com os torcedores brasileiros e se mostrou admirado com a Fiel.

- Na Inglaterra não tem torcida assim, aqui é muito bom. Lá eles só ficam "assim" (mais parados), aqui eles são apaixonados, eles jogam com a gente, para mim é outra coisa, Turquia também é um pouco, mas aqui é mais. Muita gente paga o ingresso, mas não tem comida em casa, não é normal, esse jogo é para eles. Nós não ganhamos nada ainda, mas temos mais quatro jogos, para o título ficar mais próximo de nós, precisamos continuar assim - finalizou.

Na quarta-feira, quando o Timão recebe o Fluminense, Kazim deve voltar ao banco de reservas, já que Jô retorna de suspensão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos