Para aproveitar: na reta final, Botafogo pega rivais longe das grandes disputas

Mais de uma vez os jogadores e técnico do Botafogo já disseram que a reta final do Campeonato Brasileiro é sempre mais difícil e equilibrada porque os objetivos de todas as equipes já estão traçados. Quase todas brigam por vagas na parte de cima ou para fugir da parte de baixo. Este ano, porém, a vida do Glorioso deve ser diferente.

Curiosamente, a maioria dos adversários que a equipe vai enfrentar pode não ter tantas aspirações quando chegar a rodada em questão. O Atlético-PR, neste sábado, por exemplo, está em 13º. A seis pontos da zona de rebaixamento e a seis posições do G7. O discurso, mesmo assim, é de cautela.

- Esse campeonato é muito difícil. Não tem jogo fácil. Temos que manter os pés no chão e fazer o nosso trabalho, que fizemos o ano todo. Vamos em busca dos nossos objetivos - garante Arnaldo.

Nas rodadas finais do Brasileirão, o Glorioso ainda terá o Atlético-GO, praticamente rebaixado, na 35ª rodada; o São Paulo, possivelmente já livre do rebaixamento, na 36ª; o Palmeiras, provavelmente sem chance de título e com a vaga na Libertadores encaminhada, na 37ª; e o Cruzeiro, já garantido no principal torneio do continente pelo título da Copa do Brasil, na 38ª.

Naturalmente, os confrontos contra São Paulo e Palmeiras podem vir a ser diretos na busca pela Liberta. Contra o Atlético-GO, será mais uma oportunidade de o time superar as dificuldades que vem tendo contra os times da parte de baixo da tabela, nesta temporada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos