Tite classifica Inglaterra como favorita à Copa e elogia Neymar

O técnico Tite terá pela frente nesta terça-feira, às 18h (de Brasília), a Inglaterra, em Wembley. É o primeiro adversário da escola europeia do treinador desde que assumiu a Seleção Brasileira.

Tite rasgou elogios ao trabalho que vem sendo feito por Gareth Southgate à frente da Inglaterra. Apesar de o English Team não ter alguns de seus principais nomes contra o Brasil, como Harry Kane e Dele Alli, o treinador classificou o adversário como um dos favoritos ao título da Copa do Mundo de 2018.

- Todos os grandes, como a Inglaterra, com essa nova geração surgindo, apesar do Southgate ter só 13 jogos. Mas eles têm Dele Alli, Kane, a experiência do Cahill. Tradição, peso, vejo a Inglaterra como uma das favoritas. Não por estar aqui em Wembley falando para os ingleses - afirmou Tite:

- O importante é fortalecer e crescer a equipe, e jogos nessa segunda fase. Com a grandeza do jogo de amanhã (terça-feira) é um referencial importante, contra escolas diferentes. Inglesa, foi a asiática... Começa a trabalhar essas situações de fortalecimento. E a tensão de ser humanamente justo na escolha dos atletas. Sou inquieto por natureza. Tenho que respeitar meu estilo.

O treinador falou ainda sobre a possibilidade de deixar grandes jogadores fora da lista para a Copa do Mundo.

- Essa experiência de ter sido ex-atleta é importante nesse momento. Falar a verdade para o atleta, estão disputando titularidade, vaga, sendo acompanhados nos clubes. Temos conversado quando os clubes abrem, por vezes com técnicos, preparadores físicos, médicos, para potencializar o atleta sempre. Mas ter a verdade do acompanhamento físico, médico e clínico. Não adianta eu querer ser bonzinho, é leal. Vai ser difícil minha decisão final, mas procuro não olhar lá na frente, procuro medir os trabalhos diários para decidir lá na frente - admitiu o comandante.

Contra a Inglaterra, Tite vai entrar com a formação que busca ser a ideal para a Seleção Brasileira: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Marcelo; Casemiro, Renato Augusto, Paulinho, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

- Confirmo a equipe para iniciar. Tem uma competição muito grande. Com Willian com os jogos que tem feito, o Thiago Silva, o Fernandinho, tanto na Seleção quanto nos clubes. É minha função acompanhá-los. E segue com Firmino, Ederson, Danilo, uma série de concorrências fortes. E o campo fala. Não posso ser presunçoso de jogar minha cabeça para dentro do jogo. Tenho que enxergar o jogo e intervir.

Sobre o choro de Neymar na coletiva da última sexta-feira, após a vitória por 3 a 1 sobre o Japão, Tite afirmou que não conversou sobre o atacante.

- Não conversei nada com Neymar, o que falamos ali foi espontâneo, natural, humano, não falamos mais disso. Veio para o trabalho. Não tenho avaliação sobre o choro, há o que ele colocou para vocês e era justo eu colocar o trabalho que ele vem realizando comigo. E repito tudo absolutamente igual. Faço e repito todas aquelas observações:

- Neymar é um jogador extraordinário porque faz gols e é assistente. Na última Champions se não foi o maior assistente, foi o segundo. Ele tem papel de ter atenção dobrada, cobertura mais específica, e proporciona essa capacidade de assistência - concluiu o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos