Jair 'foge' de explicações, esclarece uso de Guilherme e gesto de volante

O tropeço de 2 a 1 para o Atlético-GO, na noite desta quinta-feira, em pleno Nilton Santos, significa o terceiro revés consecutivo do Botafogo no Nilton Santos. Mas o que explica? O comandante Jair Ventura fugiu das explicações e preferiu prometer empenho nas últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro, decisivas para a conquista ou não de uma nova vaga na Libertadores.

- Tudo que eu falar aqui vai soar como desculpa. Me botando no lado do torcedor, assim como nós, estão chateados. Não vou falar de números, volume, finalização. Vou fazer o contrário: dizer que vamos buscar nesses três jogos que restam. Tem tudo para buscar essa vaga mesmo jogando fora. Tirar essa impressão ruim que ficou - comentou o treinador do Alvinegro, que ainda lembrou

- O Botafogo ainda é o segundo do returno, ainda está em sexto. Não só a gente perdeu - completou Ventura, que garantiu: não demorou para a entrevista coletiva pois estava 'secando' o Flamengo, concorrente direto por uma vaga na Libertadores de 2018, no vestiário.

O comandante também falou sobre a situação de Bruno Silva. Mal na partida, ele foi muito vaiado e substituído por Rodrigo Pimpão. Ao deixar o campo, o volante fez um gesto de 'estou indo embora' com as mãos. Vale sempre lembrar que ele é um alvo do Cruzeiro para a próxima temporada. Ao término da partida, o meio-campista foi 'protegido' pelos companheiros e impedido de dar entrevista pelos colegar de time.

- Não vi o lance, mas sei que ele estava com a cabeça quente. Depois eu verei e dou a minha opinião. O meu grupo é corporativista, assim como vocês (jornalistas) também são. Eles estão sempre juntos - opinou Jair.

Por fim, ele explicou a entrada de Guilherme na vaga do contestado Rodrigo Pimpão, que agora chega a 16 jogos sem marcar pelo time. O curioso é que o novo 'titular', pedido antigo da torcida, também não foi bem. Ele chegou a ser vaiado, protagonizou uma péssima finalização, mas foi mantido até o final do jogo.

- Pimpão vinha em uma situação de muita cobrança. Ele ficou muito chateado com as vaias do último jogo e resolvi preservá-lo colocando o Guilherme. Não o tirei porque precisava vencer o jogo e não tinha outras opções. Eu só coloco dois laterais com o time já à frente do placar - explicou Jair Ventura, que poupou Victor Luis. Ele ficou no banco, com um entorse no tornozelo esquerdo.

Apesar do revés, o Botafogo segue em sexto no Brasileirão, com 51 pontos. No próximo domingo, o Glorioso visita o São Paulo, no Pacaembu, em jogo da 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos