Evander exalta boa fase: 'Estou feliz com tudo o que vem acontecendo'

Atuando improvisado de volante, Evander foi importante para o Vasco nas últimas três partidas do Brasileirão. Com isso, ganhou elogios do técnico Zé Ricardo e dos torcedores. Depois de muito tempo sem jogar, o jovem, de 19 anos, vem aproveitando as oportunidades e não esconde a felicidade pelo bom momento.

- É um momento muito bom o que estou vivendo. Agradeço a Deus e todos os meus companheiros por isso. O Zé Ricardo é um cara que me conhece desde da base e sempre soube do meu potencial. Ele sempre me elogiava nos treinamentos e pedia para eu continuar trabalhando firme porque uma hora a oportunidade iria aparecer. Quando ela surgiu, graças a Deus consegui aproveitar. Estou muito feliz com tudo que vem acontecendo - disse Evander.

Nos 130 minutos que ficou em campo nas partidas contra o Santos, São Paulo e Atlético-MG, Evander fez um gol e deu uma assistência. Além disso, deu mais qualidade ao meio-campo do Vasco. O jovem ainda fez oito desarmes, deu sete passes para finalização e arrematou para o gol em dez oportunidades.

Após os dois empates em casa, Evander destaca a importância de buscar a vitória contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Ele diz que o Cruz-Maltino precisa dos três pontos para seguir sonhando com a vaga na próxima Libertadores.

- Infelizmente empatamos nesses últimos jogos que disputamos em casa, mas poderíamos ter saído com dois resultados positivos. Foram dois grandes jogos que fizemos, mas acabou que a bola não entrou. Agora precisamos buscar um bom resultado fora de casa. É importante conquistarmos os três pontos lá para continuarmos com esse sonho de ir para a Libertadores - comentou.

Conselhos de Wellington

Meia de origem, Evander vem atuando como volante, com a missão de melhorar a saída de bola e chegar na frente como elemento surpresa. Para se adaptar a posição, o jovem vem recebendo conselhos de Wellington.

- A oportunidade que recebi foi nessa posição e venho procurando me adaptar o mais rápido possível. Tenho me doado em campo para ajudar a equipe na conquista de vitórias. Estou gostando de atuar nessa posição. O Wellington é um cara que conhece a posição e mais experiente, então me dá dicas e acerta o meu posicionamento durante o jogo - contou Evander, que acredita evoluir com a sequência de jogos.

- Às vezes acabo dando uma fugida e fico mais perto da área, até por ser um jogador mais ofensivo. É uma questão de adaptação. Acredito que irei evoluir com uma sequência de jogos - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos