MP proíbe a ida das organizadas do Palmeiras ao estádio até o fim do ano

O Ministério Público divulgou um ofício suspendendo a entrada de todas as torcidas organizadas do Palmeiras nos estádios em São Paulo até o fim do Campeonato Brasileiro. A medida veio depois do tenso protesto na frente da Academia de Futebol, no domingo, em que o ônibus da delegação e uma van com funcionários do clube acabou danificada.

O documento foi expedido pelo promotor Paulo Castilho, e por isso as organizadas não poderão usar objetos que a caracterizem, como uniformes, faixas, bandeiras e instrumentos musicais, que foram liberados para voltar aos estádios em agosto.

O Verdão terá mais uma partida em casa em 2017: contra o Botafogo, na segunda-feira, dia 27 de novembro. Os confrontos com Avaí e Atlético-PR serão fora de casa.

Depois do protesto, o clube divulgou uma nota assinada pelo presidente Maurício Galiotte, alegando que iria pedir a abertura de um inquérito policial pelo ato.

Além de cobrar a apuração do caso, o clube prometeu se distanciar das torcidas organizadas. O texto informa que não haverá mais qualquer tipo de diálogo autorizado entre elas e os jogadores. A diretoria da Mancha Alviverde rebateu o dirigente por meio de Paulo Serdan.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos