Cueva não se reapresenta e frustra Dorival Júnior; São Paulo estuda caso

A dois pontos da meta de 47 estabelecida para não correr nenhum risco de rebaixamento no Brasileiro, Dorival Júnior tinha um motivo para não lamentar tanto a suspensão de Hernanes para o jogo deste domingo, contra o Botafogo: Cueva estaria de volta. Mas o peruano não se reapresentou, frustrou os planos do técnico, e o São Paulo estuda o caso.

Cueva jogou normalmente e deu assistências na vitória por 2 a 0 sobre a Nova Zelândia, em Lima, na quarta-feira, que classificou o Peru para a Copa do Mundo. Deveria participar do treino da manhã deste sábado, no CT da Barra Funda, quando Dorival fez os últimos ajustes na escalação. Mas o meia não voltou, e não ficará nem no banco de reservas.

Dorival tinha traçado um plano para fazer o time funcionar sem Hernanes pela primeira vez desde a reestreia do Profeta, há 19 jogos. Cueva ficaria solto, mexendo-se como se sentisse à vontade, e Lucas Fernandes ou Júnior Tavares apareceria como opção na frente, recompondo mais o meio-campo quando o time estivesse sem a bola - as alternativas seriam testadas neste sábdo. Como o peruano não apareceu, Lucas Fernandes e Júnior Tavares devem jogar juntos.

Por enquanto, o posicionamento oficial do São Paulo sobre Cueva é de que ele teve um "percalço" e, por isso, ainda não retornou. Mas seu caso é estudado. Não está descartada a possibilidade até de uma punição, mas a tendência é que a diretoria espere a chegada do camisa 10 para ouvir explicações antes de tomar qualquer medida.

De qualquer forma, Cueva, novamente, frustra Dorival Júnior. O técnico chegou ao São Paulo com o meia sob questionamento, mas apostou nele. Para recuperar seu futebol, tentou estímulos diferentes, como colocá-lo no banco ou dizer em entrevistas que ele poderia render mais. Viu o camisa 10 ressurgir em meio à luta do Peru para ir a uma Copa do Mundo pela primeira vez desde 1982. Mas, logo na reapresentação, o jogador já causou problema. De novo.

Será o quarto jogo seguido do São Paulo sem Cueva, que estava à disposição de sua seleção. No empate diante da Chapecoense, no Pacaembu, no dia 9, Shaylon o substituiu e não convenceu. No 1 a 1 contra o Vasco, no último domingo, no Rio de Janeiro, e na derrota para o Grêmio, por 1 a 0, em Porto Alegre, na quarta-feira, Maicosuel atuou e, principalmente na última partida, não agradou - e será desfalque neste domingo por entorse no joelho direito.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos