Por um 2018 melhor, Abel e Dourado cobram mudanças no planejamento

Os resultados em 2017 estão longe dos esperados pela diretoria e torcida do Fluminense. Faltando três jogos para o fim da temporada, os trabalhos visando o ano de 2018 já começaram, assim como as cobranças. Nesta semana, após duas derrotas fora de casa, para Cruzeiro e Corinthians, a pressão por um elenco mais qualificado e mudanças no planejamento foi interna.

Quem falou pelo grupo de jogadores foi o atacante Henrique Dourado, artilheiro do clube no ano com 31 gols e um dos lideres do elenco principal.

- Um clube como o Fluminense não pode ter pensamento de time de meio de tabela. Já tem que começar daí: planejamento. Para mim, tem que ser totalmente diferente. Este ano também tivemos lesões, alguns problemas, mas o principal é planejamento - comentou o Ceifador, antes de completar:

- Quando uma equipe consegue se planejar tem tudo para fazer um calendário muito bom. Então, espero que este ano sirva de lição - afirmou o camisa 9.

O técnico Abel Braga também já manifestou que é preciso "rever certas coisas" para a próxima temporada. O comandante, que aceitou o desafio de dirigir o Fluminense tendo ciência da dificuldade financeira, afirmou, após a derrota para o Corinthians, que a pressão sobre os jovens foi excessiva durante o ano.

O próprio trabalho do treinador será motivo de discussão após o termino do Campeonato Brasileiro. A avaliação do departamento de futebol, no entanto, é rotineira. Apesar de ter seu nome sondado por Internacional e especulado no Palmeiras, Abel reforçou o foco em livrar o time do risco de rebaixamento.

A diretoria tricolor reafirmou recentemente que está "fechada com o técnico".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos