Vasco é notificado e tem 72 horas para cumprir decisão sobre eleição

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Na noite da última sexta-feira, o Vasco foi notificado da decisão liminar da juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cívil do Estado do Rio de Janeiro, que determinou a suspensão dos efeitos dos votos da eleição do último dia 7 depositados na urna 7, então única sub judice por suspeitas de irregularidades, além do prosseguimento do rito eleitoral. Com isso, deu-se início ao prazo de 72 horas para que o clube cumpra as determinações - até a próxima quarta-feira, não se considerando sábado e domingo. Também se deu início ao prazo da parte entrar com recurso - este sendo de 15 dias.

Com esta decisão liminar, vale lembrar, por enquanto, o candidato de oposição Julio Brant com a chapa Sempre Vasco Livre tornou-se o vencedor da eleição do Conselho Deliberativo com 1935 votos. Eurico Miranda, da chapa Reconstruindo o Vasco, ficou por ora em segundo lugar com 1683. Considerando a urna 7 na apuração do resultado, quando a diferença do primeiro para o segundo da urna girou os 90%, Eurico Miranda teria sido o vencedor do pleito com 2111 votos, enquanto Julio Brant teria 1975 votos.

Além do prazo de 72 horas para lavrar e divulgar nova atua da eleição do último dia 7, desconsiderando a ata anterior que proclamou a vitória da chapa de Eurico Miranda, considerando os votos da urna 7, o próprio presidente foi intimado para cumprimento da decisão, cujo descumprimento poderá acarretar em uma multa pessoal de até R$ 50 mil. Itamar de Carvalho, presidente da Assembleia Geral, também foi intimado para cumprimento com a mesma possibilidade de multa de até o mesmo valor.

Ficou determinado também por esta decisão liminar ainda que além da multa, descumprindo a decisão, "qualquer membro da mesa ou do Conselho que deixe de cumprir a presente decisão, poderá ser impedido de participar do processo eletivo, sem prejuízo da responsabilidade a ser apurada". Itamar de Carvalho terá de convocar o Conselho Deliberativo para janeiro, onde há a parte final do processo eleitoral do Vasco. Os 150 conselheiros natos se juntarão com, pela liminar, aos 120 conselheiros eleitos da chapa de Julio Brant e aos 30 da chapa de Eurico Miranda, totalizando os 300 que votarão nos próximos presidente e vice-presidentes do Vasco.

Os mandatos, porém, irão iniciar somente após a decisão final, com o resultado definitivo da eleição ficando sub judice. A atual administração de Eurico Miranda tem a gestão indo até o dia 16 de janeiro de 2018. Pelo caso estar em primeira instância, a expectativa, vale lembrar, é a de que avance para instâncias superiores, fazendo com que se demora cerca de um ano para que uma decisão transitada em julgado ocorra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos