Itália do avesso: após demitir técnico, presidente da Federação renuncia

Depois da queda do técnico Giampiero Ventura, foi a vez do recente presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC), Carlo Tavecchio, ter o seu serviço à seleção italiana alijado. Nesta segunda-feira, o cartola não resistiu à pressão e renunciou ao cargo em reunião no Conselho Federal.

- Errei. Então, vou para casa. Estou amargurado. Peço desculpas a todos os italianos - falou Tavecchio.

A imprensa local cobrava uma resposta da FIGC por mudanças drásticas, inclusive pedindo a cabeça de Tavecchio, chamado até de "dinossauro" - em alusão a possíveis métodos ultrapassados na moldura do futebol italiano.

Além disso, o tradicional jornal "Gazzetta dello Sport" publicou um editorial em que exigia a demissão de Tavecchio, de 74 anos. O futebol italiano está virado do avesso, uma vez que fracassou na repescagem contra a Suécia e ficou de fora da Copa do Mundo de 2018 - algo que não ocorria desde 1958.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos