Zeca tem nova derrota na Justiça, e Santos pode cobrar multa

  • Ale Cabral/AGIF

O lateral-esquerdo Zeca sofreu uma nova derrota na Justiça nesta terça-feira. Os advogados do jogador fizeram uma tentativa para obter rescisão contratual por uma liminar, alegando falta de segurança para permanecer no clube e atrasos no pagamento de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O clube porém, apresentou sua defesa e o juiz não concedeu a liberação ao jogador.

Na teoria, o jovem de 22 anos teria que se reapresentar ao clube e treinar no CT Rei Pelé, o que não deve acontecer. O camisa 37 não treina desde o dia 26. A ausência de quase um mês dá ao Santos o direito de cobrar do atleta a multa de rescisão de contrato, que é de R$ 50 milhões para clubes nacionais e 50 milhões de euros para equipes estrangeiras.

Porém, a ideia da diretoria santista é usar o campeão olímpico como moeda de troca no fim desta temporada ou na próxima. O objetivo é emprestar o atleta em troca de reforços e tentar obter lucro em uma futura venda.

O Peixe já chegou a negar uma oferta de 8 milhões de euros (à época cerca de R$ 32 milhões) do Atlético de Madrid, da Espanha. Com contrato até o fim de 2020, Zeca tem 70 de seus direitos ligados ao Peixe e 30% a empresas que administram sua carreira.

Revelado na base do clube em 2014, fez 141 jogos e quatro gols. O camisa 37 passou a ser titular na metade de 2015, quando Dorival Júnior assumiu o comando da equipe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos