Ex-São Paulo disputa a final da Champions da Ásia e pode chegar ao Mundial

  • Shuji Kajiyama/AP

    Mauricio Antonio desarma Wu Lei em jogo do Urawa Reds contra o Shanghai SIPG

    Mauricio Antonio desarma Wu Lei em jogo do Urawa Reds contra o Shanghai SIPG

Neste sábado, um dos mais tradicionais times do Japão pode voltar ao topo do continente asiático se conquistar a Liga dos Campeões da Ásia. O Urawa Red Diamonds, clube de maior torcida do país, conta com o retorno do zagueiro brasileiro Mauricio Antonio para a segunda partida da final do torneio.

No primeiro confronto, o defensor estava suspenso, e os Reds empataram em 1 a 1 com o Al-Hilal, jogando na Arábia Saudita. Na finalíssima, um novo resultado igual leva a disputa para a prorrogação, e, persistindo o empate, o campeão será conhecido após cobranças de pênaltis.

Criada em 2002 nos moldes atuais, após a unificação de outros dois torneios asiáticos, o Urawa Reds foi o primeiro clube japonês a vencer a competição, levantando a taça em 2007. Agora, 10 anos depois, Maurício quer fazer história e ajudar a equipe a reconquistar a Ásia.

"Quando cheguei no Japão sabia da grandeza do clube, mas também tinha conhecimento desse período de poucos títulos. Por isso, estamos completamente focados na vitória. Vim para cumprir objetivos, e um deles é ajudar o Urawa a conquistar essa competição tão importante para todos nós", comenta o zagueiro.

Cria do São Paulo e com passagens pela Seleção Brasileira de base, onde foi campeão sul-americano sub-15 e sub-17, Mauricio jogou ao lado de nomes como Lucas Moura, Rodrigo Caio, Neymar, Phillipe Coutinho e Casemiro. Esse último, poderá reencontrá-lo em breve, mas em lados opostos.

Caso o Urawa Reds vença a competição, o time carimba o passaporte para Abu Dhabi, e seguindo o chaveamento já estipulado no mês passado, pode disputar a semifinal do Mundial de Clubes FIFA contra o Real Madrid, onde atua o volante, ex-companheiro de clube e de seleção. Ciente dessa possibilidade, Mauricio fica contente, mas ressalta o pensamento na decisão da Liga.

"Será ótimo reencontrar o Casemiro. Vivemos muitas coisas juntos em Cotia. Foi um grande parceiro dentro e fora de campo. Enfrentá-lo seria muito especial. Mas antes precisamos vencer as partidas para chegar lá. E a concentração é exclusiva no Al-Hilal nesse momento", salientou o brasileiro, que vive grande expectativa para mais uma decisão.

Atuando no Japão desde agosto deste ano, Mauricio Antônio estreou com título ao vencer a Chapecoense pela Copa Suruga. De lá pra cá, foram 14 partidas e um gol, se consolidando como titular absoluto na equipe do técnico Takafumi Hori, onde espera nesse final de semana contribuir com toda sua experiência para sair vitorioso.

"Passei momentos de grandes decisões ao longo da minha carreira e cresci em todos eles. Joguei ao lado de atletas de ponta e isso me motiva muito a alçar voos maiores. Sei que tenho esse potencial. Tive a felicidade de chegar, participar de um jogo emblemático contra a Chapecoense e já ser campeão. O meu foco sempre foi esse, buscar títulos. Temos a chance de fazer história no final de semana e queremos agarrar essa oportunidade a todo custo", finalizou o zagueiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos