Thiago Neves dá recado à nova diretoria do Cruzeiro: "Não nos atrapalhe"

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Jogadores do Cruzeiro lamentam derrota para o Vasco no Mineirão

    Jogadores do Cruzeiro lamentam derrota para o Vasco no Mineirão

O meia Thiago Neves comentou sobre o momento de instabilidade política vivida pelo Cruzeiro em 2017, com o rompimento de relações entre o presidente Gilvan de Pinho Tavares e seu sucessor, Wagner Pires de Sá. A causa seria a nomeação de Itair Machado para o comando do departamento de futebol.

Apesar não dizer que não quer se envolver nos bastidores do clube, ele deu um recado à nova diretoria.

"A gente fica fora. Procuramos não nos meter, pois atrapalha se entrarmos. A diretoria anterior eu tenho um carinho muito grande pelo Klauss (Câmara, diretor de futebol), pelo Bruno (Vicintin, ex-vice-presidente de futebol), pelo Tinga (gerente de futebol). Não conheço quem vai chegar, mas a gente espera que seja o mesmo ambiente. Como falei há algum tempo, que não venham para nos atrapalhar, pois nosso ambiente é o melhor possível", disse Neves em entrevista à Rádio Itatiaia, após a derrota para o Vasco por 1 a 0, no Mineirão.

Vale lembrar que, na última semana, Itair foi acusado de ameaça de morte pelo ex-vice de futebol Bruno Vicintin. Apesar de garantir que os atletas tentam tomar distância de qualquer polêmica, Thiago Neves declarou seu carinho pela diretoria atual e deixou um recado para a gestão que assumirá a Raposa na próxima temporada.

O Cruzeiro se despediu do Mineirão em 2017 com derrota. Sem mais jogos a disputar em Belo Horizonte, a equipe deixou quase 15 mil torcedores a ver navios na última partida realizada no Mineirão nesta temporada, mas mantém um discurso positivo para o duelo contra o Botafogo, marcado para o próximo domingo, às 17h, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos