Wenger volta atrás e descarta saídas de Özil e Sánchez em janeiro

Arsène Wenger foi claro nesta terça-feira ao afirmar que não vai liberar Alexis Sánchez e Mesut Özil na janela de transferências de janeiro. A dupla tem vínculo somente até o fim da temporada e já poderia assinar um pré-contrato com qualquer clube já no início de 2018.

O técnico do Arsenal havia dito, há um mês, que era possível que o chileno e o alemão saíssem na próxima janela.

- Eu não sou o único que pode decidir isso. Eles têm a voz nisso também. Eu descarto a possibilidade de transferência. Eu não penso nisso todos os dias. Enquanto eles estiverem aqui, têm que dar o melhor para o elenco e para o clube. Na minha cabeça, eles continuam até o fim da temporada. Essa é a decisão que eu tomei no começo da temporada. A não ser que algo inacreditável aconteça, não há um motivo para que isso mude - decretou Wenger.

Caso a permanência de Sánchez e Özil seja sacramentada até o fim da temporada, o Arsenal vai deixar de receber algum montante pela transferência da dupla. O chileno era cobiçado por Manchester City, enquanto o meia alemão vem sendo ventilado no Barcelona.

Wenger reiterou ainda que não tem condições de afirmar que eles renovarão com o Arsenal.

- Em uma entrevista coletiva você é sempre confrontado com muitas especulações. Para mim, eles continuam até o fim da temporada. Foi isso que eu decidi no começo da temporada. Eles vão continuar por mais tempo? Isso é impossível de responder hoje. Eu não sei.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos