Léo vê amadurecimento pessoal em ano difícil e mira ser campeão no Flu

Depois de uma Série B de destaque pelo Londrina, Léo voltou ao Fluminense em janeiro visando ser o lateral-esquerdo titular no clube que o revelou. A expectativa confirmou-se e o camisa 15 participou efetivamente do bom primeiro semestre do time de Abel Braga. Depois, as dificuldades começaram a surgir, tanto para Léo quanto para toda a equipe.

Com os resultados negativos, vieram as críticas e Léo, um dos jovens revelados em Xerém, acabou perdendo a vaga para Marlon, contratado em julho. No entanto, o lateral que veio do Criciúma está suspenso e Léo terminará o ano diante do Atlético-GO novamente como titular. Para o jogador de 21 anos, o ano, apesar dos altos e baixos, foi de crescimento individual.

- Amadurecimento. Passei por momento bom e ruim, recebi elogios, recebi críticas. O atleta tem que estar preparado para isso. Esse ano foi muito importante para mim por conta disso. Quando você sobe (para o time profissional), ainda te olham como jogador da base. Hoje, não. Sou um jogador profissional e a cobrança é também de um atleta profissional - avaliou o jogador de 21 anos.

Chegar à reta final do Brasileirão ameaçado pelo rebaixamento aumentou a pressão sobre o elenco tricolor, formado por muitos "Moleques de Xerém". O cenário não era o desejado por Léo, Abel Braga & Cia, mas o lateral-esquerdo acredita que pode ajudar o Fluminense a alcançar objetivos maiores na próxima temporada.

- Tudo na vida é aprendizado. A situação nos deixou apreensivo, é natural. A gente não queria passar por isso, mas no futebol passamos por momentos adversos. Para 2018, queremos algo diferente. Conquistar título e dar alegria para a torcida. Espero que terminemos bem o ano 2017 e projete um 2018 maravilhoso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos