Eduardo Baptista fala pela primeira vez sobre expulsão de Rodrigo

Do UOL, em São Paulo

  • Thiago Ribeiro/AGIF

Como não concedeu entrevista coletiva após a derrota por 3 a 2 para o Vitória, Eduardo Baptista falou nesta sexta-feira pela primeira vez sobre o rebaixamento da Ponte Preta para a Série B.

A Ponte vencia por 2 a 0 e controlava o jogo, mas com a expulsão de Rodrigo, punido com um cartão vermelho por ter dado "dedadas" em Tréllez, a Macaca levou a virada no segundo tempo e teve a queda decretada ao perder por 3 a 2.

O treinador não escondeu a frustração com o jogador que escolheu para ser capitão do time. "Traição é uma palavra muito forte. A gente fica decepcionado. Você trabalha e prepara o time, que já tinha sofrendo com expulsões. Eu me esquivava do assunto, mas a gente vinha trabalhando internamente para minimizar isso e equilibrar o emocional. Mas tem coisas que fogem do seu alcance", comentou Eduardo.

Sobre os erros cometidos pela Ponte no Brasileirão, o técnico foi taxativo. "São coisas para aprender e usar na montagem do time no ano que vem, pensando nisso."

Em relação à promessa que fez de que a Ponte não cairia, Eduardo Baptista não se arrepende da declaração. "Sou brasileiro, pontepretano e vou acreditar sempre. Falei aquilo porque a convicção no desempenho era grande, mas os resultados não vieram. Achei que poderia recuperar o time, o jogo do Vitória mostrou isso no começo, mas tem coisas que fogem das nossas mãos. Nem tudo está sob o nosso controle. Agora é arrumar e tentar novamente", afirmou o treinador.

A Macaca ainda tem pela frente a despedida da temporada em jogo contra o Vasco. O confronto será no domingo, às 17h, em São Januário.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos