Fla vira no final e está classificado para a fase de grupos da Libertadores

"Ih, Libertadores qualquer dia tamo aí!" Sim, ano que vem Flamengo jogará novamente a competição continental. Uma nova chance para apagar o vexame em 2017, quando caiu ainda na fase de grupos. Foi dramático, como foi o ano todo, embora com rios de dinheiro e um elenco tido como milionário. Uma virada (2 a 1) sobre o Vitória, no Barradão, com gols de Rafael Vaz e Diego, evitou um novo vexame e garantiu o sexto lugar no Brasileirão. E olha que levou um susto com aquele Carlos Eduardo.

Ainda falta, porém, melhorar a imagem. Falta o título da Copa SulAmerciana, que começa a ser decidida com o Independiente (ARG) na quarta-feira. Pelo menos, essa conquista ontem dá mais moral ao time, porque, convenhamos, a atuação de ontem ficou muito aquém deste milionário elenco. Sim, vamos a uma simples análise:

1) Os laterais não treinam cruzamento? Acham que é só chutar para a grande área?

2) Sem Revér e, principalmente, sem Juan, a zaga do Flamengo é a melhor mãe do mundo.

3) Reinaldo Rueda só mexe no time quando passa sufoco? Isso é fato.

Será que com quanto auxiliar e Bernardo Redín o tempo todo buzinando no ouvido não consegue enxergar um pouco mais à frente?

5) Tipo: o garoto Vinícius Júnior sempre quando entra incendeia e muda o jogo. Foi dele a iniciativa para o Flamengo virar a partida.

6) Aos 44 minutos do segundo tempo (e em quase o jogo todo), César salvou o Rubro-Negro. Ave, César! Não é possível que só agora descobriram que o time tinha goleiro? Cadê aquele "maravilhoso" Centro de Excelência em Performance?

Vasco reforça torcida

Pelo menos, para o torcedor um gostinho bom. Evitou que o Vasco ficasse na frente. Aliás, melhor: diretoria e torcida cruzmaltinas serão obrigados a acender vários charutos, cruzar os dedos e torcer para o maior rival ser campeão da Sul-Americana. Que sina!

Se o Flamengo foi castigado com gol de Carlos Eduardo no primeiro tempo, o rubro-negro baiano sofreu gol de empate do zagueiro Rafael Vaz. Diego, de pênalti, salvou o fim de semana. Agora, para salvar o ano de vez, que venha o título da Copa Sul-Americana e, ironicamente, com o reforço da torcida vascaína.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 1 X 2 FLAMENGO

Data/hora: 03/12/2017, às 17h (de Brasília)

Local: Barradão, Salvador (BA)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva - PA (FIFA)

Assistentes: Helcio Araujo Neves - PA (CBF) e Jose Ricardo Guimaraes Coimbra - PA (CBF)

Cartões amarelos: Uillian Correia, André Lima e Caíque Sá (Vit); Diego e Lincoln (Fla)

Cartão Vermelho: Caíque Sá (46'/2ºT), Carlos Eduardo (após o jogo, por reclamação)

Gols: Carlos Eduardo, 29'/1ºT; Rafael Vaz, 29'/2ºT; Diego, 50'/2°T (1-2

VITÓRIA: Fernando Miguel, Patric, Kanu, Ramon e Tallyson; Correia, Zé Welison, Yago (Neilton, 37'/2ºT) e Carlos Eduardo (André Lima, 14'/2ºT); Danilinho e Kieza (Caíque Sá, 24'/2ºT). Técnico: Vagner Mancini

FLAMENGO: César, Pará, Léo Duarte, Rafael Vaz e Trauco; Cuéllar (Geuvânio, 37'/2ºT), Willian Arão e Diego; Everton Ribeiro, Lucas Paquetá (Vinicius Junior, 13'/2ºT)e Felipe Vizeu (Lincoln, 39'/2ºT). Técnico: Reinaldo Rueda.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos